Folha Vitória Série D: Rio Branco VN e Rio Branco empatam sem gols no confronto capixaba do grupo 6

Série D: Rio Branco VN e Rio Branco empatam sem gols no confronto capixaba do grupo 6

O resultado não foi bom para nenhuma das duas equipes, que seguem fora do G4 classificatório para a próxima fase da competição

Folha Vitória
Foto: Cid Fernandes/Rio Branco VN
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Terminou sem gols o primeiro confronto capixaba desta edição do Campeonato Brasileiro Série D. Em uma partida de poucas oportunidades e inspiração das duas equipes, Rio Branco VN e Rio Branco empataram em 0 a 0 na tarde deste domingo (04), no estádio Olímpio Perim, em Venda Nova do Imigrante, pela quinta rodada do grupo 6.

Com dois tempos distintos, as equipes tiveram bons momentos dentro do jogo, que se mostrou bem aberto, especialmente na etapa final. No entanto, faltou capricho na conclusão para os dois times e o placar não saiu do zero.

Com o empate, a equipe de Venda Nova do Imigrante se mantém na quinta colocação, agora com seis pontos conquistados. Já o Rio Branco subiu uma posição e ficou na sexta, com quatro pontos somados. Entretanto, o Capa-Preta pode voltar para a sétima colocação caso a Patrocinense vença a partida contra a Caldense no encerramento da rodada.

O JOGO

O primeiro tempo da partida foi de bastante erros das duas equipes na transição e foram poucas oportunidades criadas pelas equipes. Logo no primeiro minuto de jogo, o Rio Branco teve uma falta perigosa na entrada da área mas o lateral Jean Kennedy cobrou por cima do gol de Giovane Perim.

Apesar da primeira chance ter sido Capa-Preta, o time da casa deu a resposta mais tarde. Após cobrança de escanteio de Teco, a bola sobrou para Stênio Garcia que livre na pequena área mandou por cima do gol.

O Brancão polenteiro foi superior na primeira etapa, e levou vantagem principalmente nas bolas paradas. Já o Rio Branco teve dificuldade no setor de criação e pouco ameaçou. Na única chance criada, Marcus Vinícius finalizou no canto para a defesa de Giovane Perim, sem rebote.

Na etapa final, o técnico Roy voltou com mudança. O Brancão polenteiro voltou com Montaño na vaga de Rafael Olioza. No entanto, quem criou a primeira boa chance do segundo tempo foi o Capa-Preta. Em cobrança de falta na área, Gabriel Macedo cabeceou, Giovane Perim fez grande defesa e a bola tocou no travessão antes de sair.

PRÓXIMOS COMPROMISSOS

No próximo domingo (11), às 15h, o Rio Branco recebe o Boa Esporte, no Kleber Andrade, em Cariacica. No mesmo dia, às 16h, o Rio Branco VN visita o Uberlândia, no Parque do Sabiá, em Uberlândia, Minas Gerais.

Últimas