Folha Vitória Serra Fut7 embarca neste domingo em busca do Mundial na sua primeira participação

Serra Fut7 embarca neste domingo em busca do Mundial na sua primeira participação

A equipe capixaba representará o Brasil na competição internacional, que será disputada em Cancún, México

Folha Vitória
Foto: Marlyson Tadino
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Um time acostumado a vencer, que em pouco tempo está vivendo uma era vencedora e agora está atrás de voos maiores. Lendo isso você pode imaginar que estamos falando do Flamengo ou Palmeiras, mas esta na verdade também tem sido a rotina do Serra Unilog Fut7. Recentemente, assim como os dois gigantes brasileiros, a equipe capixaba tem ganhado cada vez mais destaque na modalidade. E agora, depois de conquistar o Brasil e a América, o time quer também trazer o título mundial para o Espírito Santo.

O clube conquistou a Libertadores da América 2019, além do bicampeonato brasileiro de Futebol 7 no mesmo ano, e aguardava ansiosamente por esse momento único. A delegação capixaba embarca neste domingo (18), no Aeroporto de Vitória, rumo a Cancún, no México, para disputar a competição mais importante da sua história.

O campeonato mundial terá a presença de 16 times, divididos em quatro grupos. Os capixabas estão no grupo B e terão pela frente o Guala Crack´s (Equador), a Seleção de Cancún (México) e o Tilaran F.C. (Costa Rica). Os adversários se enfrentam dentro da chave, em turno único, classificando-se os dois melhores colocados às quartas de final. A estreia do Serra Fut7 acontece no dia 21 de abril, contra a equipe equatoriana.

CONFIANÇA DO PROFESSOR

O treinador do Serra, Maurício Bezerra, o Maurição, destacou que o grupo da equipe no Mundial está longe de ser dos mais tranquilos. No entanto, o grupo está confiante e espera conseguir atingir o objetivo inicial, que é avançar de fase. "As equipes mexicanas são muito fortes. A equatoriana que está no nosso grupo também é complicada. Por conta da diferença de escolas de futebol 7 temos que saber atuar jogo a jogo para buscar o objetivo principal. A pressão vai existir, mas nós gostamos dela".

O técnico do Serra Fut7, que também treina a seleção brasileira da modalidade, falou sobre a tão aguardada estreia em entrevista ao Folha Vitória. Segundo Maurição, a ansiedade para a competição terminará assim que o time pisar na quadra e ouvir o apito inicial e espera uma boa resposta dos atletas.

"São jogadores de excelência e acotumados a qualquer tipo de jogo. O frio na barriga e ansiedade e normal para qualquer desportista como diz nosso atleta e maestro Júlio Cogo, na hora que se perde isso é a hora de parar", afirmou.

Já experiente na competição, em 2014 o 'Mister' trouxe a conquista para o Espírito Santo, quando dirigia do Rio Branco. Naquela oportunidade, porém, a competição foi disputada no Brasil. Agora para trazer o título novamente para o estado, o time capixaba terá que vencer um tabu: nenhuma outra equipe de fut7 ganhou qualquer competição no México a não ser os próprios mexicanos. 

Portanto, o treinador apontou no que ele acredita ser a solução para que a equipe volte com o título para o Brasil. "O segredo que buscaremos será o alto nível de concentração, pois nossa equipe se encontra em plenitude tática, técnica e física. O México é uma das 3 potências no mundo e temos o fato de jogarmos em grama natural onde foi permitido pelo departamento de saúde mexicano", destacou.

EXPECTATIVA DO GRUPO

Um dos destaques do time do Serra Fut7, Gustavo Salles também está empolgado e confiante para a estreia no mundial. No clube desde 2016, esta será a primeira competição internacional do ala pela equipe, que não esteve com o grupo que foi campeão da Libertadores de 2019. 

"Espero que possamos fazer uma excelente competição. Estamos treinando já há algum tempo e temos como objetivo principal essa competição, nossa expectativa está bem alta e vamos em busca desse mundial", ressaltou.

Últimas