Folha Vitória Servidores afastados após denúncia de maus-tratos são reintegrados em outras prisões

Servidores afastados após denúncia de maus-tratos são reintegrados em outras prisões

Segunda Sejus, enquanto as apurações estiverem em curso, novos internos do regime semiaberto não serão encaminhados para a Casa de Custódia de Vila Velha (Cascuvv)

Folha Vitória
Foto: Reprodução/ Rafael Moura
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Os servidores afastados pela Justiça estadual de duas unidades prisionais foram transferidos para outras prisões do Espírito Santo. Os servidores haviam sido afastados por denúncias de maus-tratos na Casa de Custódia de Vila Velha (Cascuvv) e do Instituto de Reabilitação Social (IRS), no bairro da Glória, em Vila Velha.

Na manhã desta sexta-feira (18), os mesmos servidores foram reintegrados às atividades, porém em outras unidades prisionais. De acordo com a Secretaria da Justiça (Sejus), a reintegração ocorreu para cumprir a determinação de afastamento da Cascuvv, mas também para assegurar o direito, por lei, dos servidores à defesa.

Segundo a Sejus, os servidores foram realocados em outras unidades em seus respectivos cargos. Ainda conforme a Secretaria da Justiça, as pessoas envolvidas na decisão de afastamento, determinada pela juíza Patrícia Faroni, da Vara de Execuções Penais de Vila Velha, terão o direito ao contraditório e à ampla defesa, mediante investigação e apuração das denúncias.

De acordo com a Sejus, enquanto as apurações estiverem em curso, novos internos do regime semiaberto não serão encaminhados para a Casa de Custódia de Vila Velha (Cascuvv), obedecendo a determinação judicial. O relatório da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil do Espírito Santo (OAB-ES), apontou casos de detentos sob abuso de poder e maus-tratos por parte de servidores da Casa de Custódia.

Últimas