Folha Vitória Sindicato dos Rodoviários recusa proposta do Estado para a volta de cobradores nos ônibus do Transcol

Sindicato dos Rodoviários recusa proposta do Estado para a volta de cobradores nos ônibus do Transcol

Proposta do Governo estadual previa retorno de 20% dos trabalhadores até dezembro

Folha Vitória
Foto: Iures Wagmaker / Folha Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O Sindicato dos Rodoviários recusou a proposta do Governo do Estado para a volta dos cobradores nos ônibus do sistema Transcol. 

Segundo o diretor Miguel Leite, do Sindiroviários, a categoria considerou a alternativa "indecente". "Vamos recusar a proposta. Decidimos em nossa última reunião e foi decidido aguardar o julgamento judicial. Achamos a proposta muito indecente. Já temos um tempo aguardando uma solução para nossos colaboradores", reclamou.

Na última sexta-feira (24),  a Secretaria Estadual de Mobilidade e Infraestrutura (Semobi) enviou um plano de retorno dos cobradores para análise do Sindirodoviários. 

Nela, cerca de 320 cobradores deverão voltar a atuar nos ônibus do sistema a partir de dezembro. A proposta foi elaborada pelas empresas que operam o sistema e validada pelo Estado.

Segundo a Semobi, esse número representa cerca de 20% dos trabalhadores remanescentes do sistema, que voltariam a seus postos de trabalho. Atualmente,  1,6 mil trabalhadores ainda estão registrados como cobradores no Transcol.

"Não vamos oferecer nenhuma contraproposta e ainda não agendamos nenhuma outra reunião com o governador do Estado. Vamos insistir e aguardar a resposta da Justiça", declarou Leite.

Mais informações em instantes 

Últimas