Folha Vitória Suspeito de aplicar mais de 30 golpes pela internet na Grande Vitória é procurado pela polícia

Suspeito de aplicar mais de 30 golpes pela internet na Grande Vitória é procurado pela polícia

O jovem já teria oferecido sete aparelhos celulares por mil reais

Folha Vitória
Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O jovem identificado como Rafael Rodrigues Nunes, de 29 anos, é suspeito de vender produtos eletrônicos pela internet, mas não fazia a entrega das mercadorias, mesmo após receber o pagamento. Segundo as investigações, ele teria aplicado mais de 30 golpes na Grande Vitória e está sendo procurado pela polícia.

De acordo com a apuração da Divisão de Repressão de Crimes contra o Patrimônio (DRCCP), o rapaz, morador do bairro Santa Lúcia, em Vitória, é perigoso. Ele fazia anúncios atrativos para conquistar a confiança das pessoas. 

Segundo a delegada responsável pela investigação, Rhaiana Bremenkamp, Rafael vendia celulares e computadores de uma marca importada. Ele exibia vídeos aos clientes, mostrando várias caixas dos produtos, mas as vítimas nunca receberam as mercadorias. "Ele publicava os anúncios com preços baixos, com produtos atrativos. As vítimas entravam em contato, faziam o deposito e esperavam os produtos, mas elas nunca receberam. Ao cobrar o rapaz, as vítimas eram enroladas", disse.

Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O jovem já teria oferecido sete aparelhos celulares por mil reais. Mas esses valores promocionais, muito abaixo do valor de mercado, chamaram atenção de algumas pessoas que acabaram informando a polícia. Em junho desse ano, a delegada iniciou as investigações contra Rafael. 

Segundo a delegada, não demorou muito para a aparecer a primeira vítima. "Ele conhecia o Rafael. Por isso, entregou todas as economias que eram destinadas a uma reforma de emergência na casa. Ele comprou os produtos com a intenção de revender e conseguir realizar a obra mais rápido", contou a delegada.

Várias outras vítimas apareceram ao longo dos quatro meses de investigação. De acordo com a delegada, pelo menos 30 pessoas podem terem caído no golpe. Esse não é o único crime que o jovem é suspeito. Durante a investigação, os policiais descobriram que Rafael alugou um carro em uma locadora de São Paulo, em junho, e não devolveu o veículo. O carro foi encontrado na porta da casa do rapaz. 

Com as informações reunidas, a delegada apresentou a conclusão do caso à Justiça, que expediu um mandado de prisão preventiva. Mas ao cumprir o mandado, a polícia descobriu que ele havia desaparecido e é considerado foragido. 

A delegada aproveitou para alertar a população sobre os cuidados em compras pela internet, principalmente se o produto for oferecido por um valor muito abaixo do mercado. "Se tiver preços muito atrativos, desconfie. Verifique se as informações que estão na internet são verdadeiras. Não deposite dinheiro se não ver o produto", orienta. 

*Com informações da repórter Milena Martins, da TV Vitória/Record TV. 

Últimas