Folha Vitória Suspeito de assaltar mansões na Ilha do Boi é preso; prejuízo das vítimas é de R$ 400 mil

Suspeito de assaltar mansões na Ilha do Boi é preso; prejuízo das vítimas é de R$ 400 mil

Segundo as investigações, o homem invadia as residências e roubava joias e dinheiro

Folha Vitória
Foto: Divulgação/ Polícia Civil
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Dinheiro, joias e relógios foram apreendidos na casa do suspeito 

Um homem de 34 anos suspeito de furtar imóveis de luxo na Ilha do Boi, em Vitória, foi preso em flagrante pela polícia. De acordo com as investigações, o criminoso invadiu ao menos três casas da região e, em uma delas, furtou joias e até dólares. O prejuízo deixado foi de cerca de R$ 400 mil. 

Os policias encontraram na casa do suspeito R$ 11 mil em espécie, brincos, colares e relógios. Segundo a polícia, os objetos pertencem a um advogado e foram furtados de uma casa no bairro nobre da capital no último domingo (23). 

A operação responsável pela prisão foi comandada pelas equipes que atuam na Divisão Patrimonial da Polícia Civil. Os policiais percorreram becos do bairro Consolação, também em Vitória, até encontrarem a residência do suspeito. O homem foi conduzido para a sede da delegacia especializada e negou a autoria do crime. 

De acordo com o delegado Gianno Trindade, além dos itens recuperados, outras vítimas reconheceram o indivíduo na delegacia. Ele estaria cometendo furtos na região desde o início do ano. 

"Durante a lavratura do ato de prisão, nós fomos procurados por vítimas que trouxeram imagens de videomonitoramento e que reconheceram ele como autor de outros crimes", disse.  

Segundo o delegado, as imagens das câmeras de segurança das residências  ajudaram no caso. Os investigadores descobriram que o suspeito tinha um método próprio para cometer as invasões. 

"Ele sempre invadia escalando ou arrombando depois da hora do almoço. Ele esperava a vítima almoçar e sair para trabalhar. Acreditamos que ele ficava monitorando as residências. Temos imagens dele andando pela região antes dos crimes", explicou. 

O rapaz possui uma longa ficha criminal, inclusive por roubo. Mesmo assim, ele estava respondendo por todos os atos em liberdade. Desta vez, o suspeito foi indiciado pelo crime de furto qualificado e teve a prisão convertida em preventiva durante a audiência de custódia. 

A Polícia Civil acredita que ele seja especialista em furtar residências luxuosas. Os investigadores agora querem descobrir para quem o homem repassava os produtos furtados. 

*Com informações da repórter Suellen Araújo, da TV Vitória/Record TV. 

Últimas