Folha Vitória Suspeito de assassinar moradora de rua de 19 anos a pedradas é detido em Linhares

Suspeito de assassinar moradora de rua de 19 anos a pedradas é detido em Linhares

O homem golpeou a vítima várias vezes. De acordo com o delegado André Jaretta, os dois estavam usando drogas juntos

Folha Vitória
Foto: Divulgação / Prefeitura de Aracruz
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Um homem de 42 anos foi detido no distrito de Barra Seca, zona rural de Linhares, suspeito de ser o autor do assassinato de uma moradora de rua de 19 anos. 

O suspeito foi identificado pelas câmeras de videomonitoramento da Prefeitura de Aracruz e segundo o delegado titular da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Aracruz, André Jaretta, a vítima estaria fazendo uma cobrança ao homem.

O crime aconteceu no dia 23 de março em uma casa abandonada no Centro de Aracruz. 

"Eles passaram toda a segunda-feira usando entorpecentes juntos e em algum momento tiveram uma relação. A vítima começou a cobrar o suspeito um valor de R$ 500 por esse suposta relação e como o suspeito não pagou prontamente, a vítima se apossou da carteira, do celular e de uma mochila do homem para quitar a dívida. A jovem disse que só entregaria esses pertences com o recebimento do dinheiro", contou o delegado.

Segundo Jaretta, no dia do crime, o suspeito teria convencido a vítima de que na manhã seguinte iria com ela até uma agência bancária para sacar o valor. Porém, ele simulou que ia dormir na casa abandonada, mas quando ela se deitou, ele a golpeou com pedradas na cabeça.

Logo após o crime, o suspeito se escondeu em uma plantação de coco e aroeira, na zona rural de Linhares, onde foi preso e encaminhado para a sede da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Aracruz. 

Em depoimento, o homem não confessou o crime. Ele responderá por homicídio qualificado por motivo torpe e com recurso que impossibilitou a defesa da vítima. O suspeito foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória de Aracruz, onde permanece à disposição da Justiça e da autoridade policial.

* Com informações da repórter Milena Martins, da TV Vitória/RecordTV

Últimas