Folha Vitória Suspeitos de aplicarem golpe em idosa e deixarem prejuízo de R$ 21 mil são presos em Vitória

Suspeitos de aplicarem golpe em idosa e deixarem prejuízo de R$ 21 mil são presos em Vitória

Um dos rapaz detidos veio de Brasília para aplicar o golpe no Espírito Santo

Folha Vitória
Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Dois suspeitos de aplicarem um golpe em uma idosa de 68 anos e deixarem um prejuízo de R$ 21 mil foram presos na manhã desta sexta-feira (11), em Vitória. Segundo a polícia, um dos suspeitos, que é de Brasília, confessou que veio ao Espírito Santo apenas para cometer o crime.

A polícia chegou aos suspeitos após agentes de uma base móvel perceber uma movimentação estranha em uma agência bancária que fica na região da Praça Oito, no Centro de Vitória. 

De acordo com os policiais, um dos suspeitos entrava e saía da agência constantemente. O homem estava com um celular e parecia nervoso. O outro rapaz o esperava em um ponto de ônibus, que fica na região. Quando os suspeitos perceberam que estavam sendo observados pelos policiais, tentaram fugir em direção a Cidade Alta. No entanto, eles acabaram detidos.  

Segundo o sargento Weverton da Polícia Militar, um dos presos foi identificado como Adley Gabriel Rodrigues Silva, de 19 anos. Ele contou aos policiais que é de Brasília e veio ao Estado para cometer um golpe.

"Quando ele foi abordado, já disse: "Perdi". Ele contou que tinha R$ 1 mil no bolso e que havia sido contratado por uma pessoa de São Paulo para aplicar golpes. Ele veio de Brasília. De imediato, demos voz de prisão". 

Na abordagem aos suspeitos, os policiais encontraram o cartão de crédito de uma idosa, o celular e as senhas bancárias, além de R$ 1 mil que os suspeitos tinha acabado de sacar na agência bancária. 

Os militares foram atrás da vítima e descobriram que o suspeito que confessou o crime havia ido até a residência dela e roubado o cartão, as senhas e o celular. O homem se passou por funcionário do banco. Ele alegou que as informações e o cartão eram para atualizações no cadastro, mas, na realidade, eram para realizar transferências bancárias.

"Fizeram uma movimentação de R$ 21 mil na conta dela, sendo que R$ 17 mil foi transferido ontem. Depois fizeram mais R$ 4 mil. A gente conseguiu recuperar R$ 1 mil que havia sido sacado hoje". 

O segundo suspeito foi identificado como Luis Felipe de Amorim Modoli, de 27 anos. Ele negou o envolvimento no golpe e disse que só descobriu o crime no momento da abordagem policial. 

No entanto, segundo a polícia, há indícios de que os dois suspeitos façam parte de uma quadrilha que movimentou cerca de R$ 21 mil da conta da idosa e será investigada. Os dois homens foram levados para a Delegacia Regional de Vitória.

O sargento destacou que é preciso ficar atento aos golpes e deixou um alerta para a população.

"Cuidado. Não passe dados pessoais via celular para ninguém. Se tiver algum problema, vá ao banco e converse com uma pessoa habilitada pelo banco, como o gerente. Não faça nada por telefone". 

Por nota, o Banestes explicou que o golpe é conhecido como "motoboy". A vítima foi orientada a registrar boletim de ocorrência e, em seguida, dirigir-se a agência para que as providências sejam tomadas. O Banestes destacou ainda que a Federação Brasileira de Bancos e todas as instituições bancárias têm realizado campanhas sobre as fraudes e que o banco investe em segurança para responder aos ataques. 

*Com informações da repórter Jessica Cardoso, da TV Vitória/RecordTV

Últimas