Folha Vitória Taxa de desemprego tem queda de 1,6% em relação a 2021

Taxa de desemprego tem queda de 1,6% em relação a 2021

No terceiro trimestre de 2021, a taxa de desemprego, no Brasil, atingiu 12,6%, o que reflete numa queda de 1,6 ponto por cento em relação ao segundo trimestre de 2021.

Folha Vitória
Foto: Divulgação/DINO
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

No terceiro trimestre de 2021, a taxa de desemprego, no Brasil, atingiu 12,6%, o que reflete numa queda de 1,6 ponto por cento em relação ao segundo trimestre de 2021. A taxa de recolocados no mercado de trabalho é de 4% segundo os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O Banco Central reduziu de 2,1% para 1% a projeção de crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) de 2022, ainda assim, o percentual está 0,5 ponto acima da expectativa do mercado financeiro, demonstrando que o ano de 2022 chegou com grandes desafios para o mercado de trabalho.

Durante a pandemia o número de pessoas desempregadas em 2020, chegou a 13,7 milhões segundo os dados do IBGE. Com o encerramento de 2021, as perspectivas para 2022 começam a aparecer. Em um levantamento realizado pela Success People, empresa de desenvolvimento pessoal situada em São Paulo, que atende em todo o território nacional e oferece suporte a profissionais de diferentes áreas em transições de carreira, no ano de 2021 foi registrado um aumento na busca pela recolocação profissional.

O setor comercial foi o que obteve maior número de recolocados na Success People se destacando das outras áreas. No índice do levantamento a margem ficou em 26% de recolocados da área Comercial, 21% da área financeira, 10% da área Supply Chain, 10% da área Industrial, 10% do setor de TI – Tecnologia da Informação, 8% da área jurídica, 5% do marketing e 5% da área da engenharia.

Para a Success, o sucesso obtido mesmo durante a crise imposta pelo novo Coronavírus é devido ao conhecimento estratégico no que diz respeito a estar alinhado com as necessidades do mercado de trabalho a partir do estudo do panorama financeiro geral brasileiro: “Trabalhar com o processo de transição de carreira e recolocação no mercado corporativo é entender o que profissionais e empresas necessitam, qual a linguagem o mercado atual se relaciona e reflete em estar atento a radiografia do mercado financeiro e principalmente às suas mudanças”, comenta Neiva Gonçalves, Presidente da Success People — empresa de desenvolvimento pessoal situada em São Paulo que atua há mais de 20 anos na área de Recursos Humanos.

Os desafios para o mercado de trabalho em 2022 são inúmeros. Mesmo com 13 milhões de desempregados, por outro lado, as empresas se queixam da falta de profissionais qualificados. A transformação digital impactou todo o mercado e beneficia profissões ligadas à tecnologia. Neste cenário, o foco das empresas está no novo modelo de negócio, esse cenário favorece a transição de carreira. Alguns valores para o mercado de trabalho em 2022 são essenciais. A procura por profissionais com Soft Skills tende a prosseguir. Habilidades e qualidades como resiliência, flexibilidade e boa comunicação seguem priorizadas. Adaptação ao modelo de trabalho home office também se faz importante em um momento que o trabalho remoto e híbrido tem crescido tanto: “Com o foco das empresas na saúde, e nas relações humanas, 2022 promete uma melhoria no ambiente de trabalho e mais valorização às habilidades dos colaboradores. Utilizar indicadores para perceber se uma pessoa se adequa à empresa é um objetivo eficiente, porém a tecnologia não considera fatores de cultura organizacional”, completa Neiva.

Últimas