Folha Vitória Tecnologias contribuem para o transporte de cargas sensíveis

Tecnologias contribuem para o transporte de cargas sensíveis

O transporte de cargas refrigeradas sensíveis enfrenta desafios que podem superados com o uso de tecnologias. Por exemplo, viabilizando a possibilidade de monitorar containers refrigerados reduzindo perdas e melhorando o controle do estado de conservação das mercadorias diretamente do celular.

Folha Vitória
Foto: Divulgação/DINO

O transporte de cargas refrigeradas ganhou espaço nos debates públicos desde o começo da pandemia de Covid-19. Isso se deu devido à importância de armazenar e deslocar produtos farmacêuticos de diferentes fabricantes, com necessidades e temperaturas específicas de armazenamento, como as vacinas. Qualquer falha no processo de transporte ou armazenamento desses produtos pode comprometer sua eficácia e inutilizar a mercadoria.

Além do transporte de vacinas, o transporte refrigerado, área de mercado que envolve a operação de terminais portuários, embarcadores, além de despachantes aduaneiros e seguradoras, tem como desafio a preservação de cargas sensíveis durante o transporte, por exemplo, de produtos farmacêuticos, alimentícios, carnes e congelados.

Para Marco Vettori, CEO da Quadrar, “a preservação de cargas sensíveis durante o transporte é determinante para a valorização desses produtos em seus respectivos mercados. Por isso, as tecnologias que agregam valor ao processo, otimizando custos, reduzindo de perdas e melhorando o controle do estado de conservação das mercadorias tornaram-se prioridade na modernização do transporte de cargas sensíveis: economia e segurança para o produtor e garantia de qualidade para o consumidor final”.

Vettori complementa que, hoje, já existem soluções para a gestão de terminais portuários e embarcadores, por exemplo, que ajudam na coleta de informações sobre o estado de conservação das cargas refrigeradas. “Os obstáculos vão desde o risco de falha do sinal do equipamento remoto até a dificuldade operacional de deslocar pessoal qualificado para, de tempos em tempos, verificar os containers. Já é possível coletar essas informações de forma remota recolhendo os dados periodicamente e enviando-os para o servidor em nuvem onde são tratados e disponibilizados para análise em tempo real”.

A automação da leitura dos containers refrigerados possibilita ainda o maior empilhamento de containers, proporcionando aumento na capacidade de armazenamento nos terminais durante os picos de demanda. O monitoramento automático e preciso de 24h possibilita a diminuição de custos e riscos e ainda permite oferecer aos clientes um serviço de acompanhamento de sua carga que melhora a competitividade do terminal.

“A utilização da tecnologia no processo beneficia toda a cadeia de transporte de produtos sensíveis. Para os terminais portuários além de agregar valor para os clientes que passam a ter mais segurança na preservação de sua carga, garante a automação de um trabalho essencial que, sem essa tecnologia, requer pessoal capacitado, mas limitado pelas dificuldades de operação da função”, explica.

Atualmente, o transporte de cargas sensíveis faz parte do dia a dia de empresas dos mais variados segmentos, como embarcadores de cargas delicadas e seguradoras de cargas sensíveis. As tecnologias disponíveis no mercado auxiliam no acesso aos dados de refrigeração com segurança e precisão e na possibilidade de auditoria do processo de conservação. Já para corretores e despachantes aduaneiros, proporcionam o oferecimento de um serviço de suma importância especialmente para pequenos importadores os quais não contam com recursos para investir em tecnologias de monitoramento próprias. Aos fornecedores de sistemas, possibilita facilmente a integração com outros sistemas agregando valor e aumentando a gama de serviços oferecidos.

“Por meio de IoT é possível garantir o controle da temperatura e estado de refrigeração dos produtos de forma remota e com rastreio da carga durante todo o trajeto. Assim, quaisquer problemas e imprevistos que ocorram durante a refrigeração dos produtos podem ser identificados em tempo hábil para preservação da carga, de forma mais eficiente do que por meio dos métodos manuais”, afirma o executivo da Quadrar.

A tendência é que as possibilidades de erro e o desperdício de tempo com os processos sendo executados manualmente sejam incorporados na adoção de tecnologias ágeis e seguras, tornando o setor mais atraente e eficiente.

Últimas