Folha Vitória Temática do Brasil Design Award levanta a questão: "Qual bandeira você carrega"

Temática do Brasil Design Award levanta a questão: "Qual bandeira você carrega"

A 11ª edição de uma das maiores premiações do design nacional aposta na valorização de projetos que dialogam com diversidade e inclusão

Folha Vitória

A Abedesign – Associação Brasileira de Empresas de Design - realiza a maior premiação de designers nacionais, a Brasil Design Award. O objetivo é reconhecer e valorizar profissionais, empresas e estudantes dentro de um dos mais importantes mercados da economia criativa. A 11ª edição acontece em 7 de dezembro e será transmitida online.

Em 2020 as expectativas foram superadas com um alcance recorde de mais de 1.500 projetos inscritos e, aproximadamente, 7 mil pessoas acompanhando o evento ao vivo. Neste ano, o cenário é ainda mais promissor: foram mais de 1.800 projetos inscritos, ultrapassando todas as metas previstas. A premiação é um verdadeiro marco para o design nacional, que movimenta milhares de profissionais de alta performance no mercado.

“O BDA, com todos os projetos inscritos e premiados, mostra a qualidade do design nacional, que nada deixa a desejar se comparado com os prêmios internacionais. É uma ação que incentiva a melhoria da qualidade técnica e profissional dos escritórios, agências, empresas e clientes ligados ao design”, destaca Patrícia Piana Presas, diretora de Conteúdo e Comunicação da Abedesign.

A executiva destaca que a premiação atua como uma espécie de “termômetro” do que tem sido desenvolvido em cada categoria do design nacional e serve como base para que algumas áreas se desenvolvam mais, a partir do contato com os projetos vencedores. A premiação também colabora para ampliar o network entre os profissionais do país.

Por que a bandeira? 

A temática desta edição é "Qual bandeira você carrega" e desde a escolha do júri até a votação dos projetos, os pilares de inclusão, diversidade e representatividade são a base do prêmio. A bandeira traz um dos principais simbolismos de representação e comunicação rápida de ideias e intenções.

“Queremos deixar como legado desta edição o quanto o design é representativo na vida das pessoas. É um elemento de diferenciação de produtos e serviços, que exerce influência direta no modo de vida da sociedade, seus costumes e comportamentos", afirma Patrícia. 

A escolha do presidente de cada uma das 10 categorias também foi realizada de forma criteriosa tornando essa edição ainda mais especial. Neste ano, o prêmio conta com a presença de 6 mulheres, além de uma maior representatividade negra e número de profissionais de diferentes estados. Mas este é só o início de uma nova imersão pela busca de maior reconhecimento dentro de um setor que até então era considerado majoritariamente masculino e branco. 

Como funciona a premiação?

A premiação é dividida em 10 categorias, sendo elas: Branding, Craft For Design, Design de Ambiente, Design de Embalagem, Design de Impacto Positivo, Design de Produto, Design de Serviço, Design Digital, Design Editorial e Design Gráfico.

As categorias são também divididas em outras 69 subcategorias que buscam representar o cenário do design nacional. Cada uma, que passará pela votação do júri e do voto popular, será premiada como: Grand Prix (projetos de maior destaque); Medalhas de ouro, prata e bronze para projetos de subcategoria; Selo oficial de vencedor e o Catálogo digital com todos os projetos premiados. 

A cerimônia de premiação do maior prêmio do Design Brasileiro acontecerá em 7 de dezembro de forma remota, ao vivo. Mais informações estão disponíveis no site: https://brasildesignaward.com.br/. Para conferir a shortlist e o voto popular: http://brasildesignaward.com.br/voto-popular/.

Últimas