Folha Vitória Trabalhadores da Jurong encerram bloqueios de estrada mas continuam em greve

Trabalhadores da Jurong encerram bloqueios de estrada mas continuam em greve

Após audiência de conciliação, eles não aceitaram valor proposto pela empresa para tíquete-alimentação, além de mudanças no plano de saúde e abono para os dias parados

Folha Vitória
Foto: Nova Onda Online
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Trabalhadores da Jurong impediram a entrada de funcionários terceirizados no dia 16 de setembro

Mesmo após encerrarem os bloqueios na rodovia ES-010 em Aracruz para impedir a entrada de funcionários terceirizados, os trabalhadores do Estaleiro Jurong Aracruz (EJA) continuam em greve. Eles rejeitaram pontos de uma audiência de conciliação finalizada no Tribunal Regional do Trabalho (TRT-ES) na última segunda-feira (20). 

Na semana passada, durante três dias, trabalhadores do estaleiro bloquearam um trecho da via estadual, na localidade de Barra do Riacho. Os bloqueios ocorreram nos dois sentidos da via de acesso ao local.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do Espírito Santo (Sindimetal-ES), Roberto Pereira de Souza, eles contestam o valor do tíquete-alimentação, sugerido pela empresa, além de não concordarem com definições sobre reajustes do plano de saúde e o alcance do abono para os dias parados.

"A empresa, na conciliação, ofereceu R$ 590 como novo valor para o tíquete-alimentação mas os trabalhadores querem R$ 650. Também querem que o plano de saúde passe a incluir os dependentes. Quanto ao abono, eles exigem que seja para todos os sete dias da paralisação e não somente três, exigindo que se compense trabalhando aos sábados", explicou.

Leia também: Empregados da Jurong em greve impedem entrada de funcionários terceirizados em estaleiro no ES

A greve no estaleiro da Jurong começou em 9 de setembro. Os trabalhadores do estaleiro reivindicavam reajuste salarial compatível à inflação do período, de 10,42%, acrescido de mais 5%. Na audiência, a empresa ofereceu reajuste de 10,42% para salários até R$ 12 mil e reajuste de R$ 625 para salários superiores a R$ 12 mil, dentro do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). 

O diretor do Sindimetal destacou ainda que a adesão ao movimento grevista continua alta. "A empresa tem cerca de 1400 empregados e 95% estão parados. Quem ainda não aderiu é um grupo muito pequeno ligado ao setor administrativo. Essa grande participação é que os trabalhadores de lá estão muito insatisfeitos", resumiu. 

A reportagem entrou em contato com a assessoria de comunicação do estaleiro Jurong, pedindo um posicionamento sobre a reivindicação dos trabalhadores, bem como a atividade da empresa foi afetada, mas até o momento não houve retorno.

Últimas