Folha Vitória Trabalhadores que atuaram na transferência de pacientes de Manaus estão sendo testados

Trabalhadores que atuaram na transferência de pacientes de Manaus estão sendo testados

Ao todo, 36 pessoas do Amazonas chegaram ao Espírito Santo, na semana passada, e foram internadas no Hospital Estadual Jayme Santos Neves

Folha Vitória
Foto: Waslley Leite/ TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) afirmou que está monitorando todos os trabalhadores envolvidos na operação de transferência dos pacientes de Manaus, infectados com o novo coronavírus, para o Espírito Santo. Ao todo, 36 pessoas do estado amazonense chegaram ao Espírito Santo, na semana passada, e foram internadas no Hospital Estadual Jayme Santos Neves, na Serra.

Durante coletiva de imprensa, na tarde desta terça-feira (26), o secretário estadual de Saúde, Nésio Fernandes, informou que todos os envolvidos começaram a ser testados na última sexta-feira (22). Segundo ele, o acompanhamento está sendo feito para evitar transmissão comunitária de casos vindos Amazonas, onde já foi identificada uma nova variante do coronavírus.

"Já finalizamos, praticamente, essa testagem com os trabalhadores. Vamos repetir a testagem em 48 e 96 horas após a primeira coleta. Essa medida existe para garantir que qualquer caso de pacientes positivos seja devidamente isolado e tenha seus contatos, tanto sociais quanto domiciliares, também rastreados e investigados de maneira oportuna, para poder garantir que não ocorra nenhum tipo de transmissão comunitária, com casos vindos do estado do Amazonas", destacou o secretário.

Nésio Fernandes informou também que metade dos pacientes que vieram do Amazonas ainda está internada em Unidades de Terapia Intensiva (UTI's)
Já a outra metade está em enfermarias, sendo que oito pacientes já estão em condições de receberem alta hospitalar.

"Dezoito já se encontram em enfermarias, sendo oito deles em condições de alta, aguardando apresentarem resultado negativo no RT-PCR para poder confirmar a alta e a remoção deles para o estado do Amazonas. E 18 pacientes internados em UTI's. Dos 18 pacientes que estão em enfermarias, dez se encontram estáveis, no entanto ainda sem condições e critérios clínicos para alta", frisou.

Até o final da semana passada, 27 pacientes de Manaus estavam internados na UTI. Ainda de acordo com o secretário, até o momento não há solicitação de transferência de pacientes pediátricos para o Espírito Santo.

Chegada

Os pacientes chegaram do Amazonas infectados com coronavírus nas últimas quinta (21) e sexta-feira (22). Eles tiveram de ser deslocados devido ao colapso do sistema de saúde, sem disponibilidade de leitos para covid-19, e da falta de fornecimento de oxigênio hospitalar na capital manauara. O governo amazonense prevê transferir até 700 pessoas com covid-19 nos próximos dias.

Além do Espírito Santo, outros 15 estados disponibilizaram leitos de UTI para pacientes do Amazonas. Os deslocamentos dessas pessoas foram feitos em aviões da Força Aérea Brasileira (FAB). 

A Sesa informou que o Espírito Santo possui 150 leitos de UTI para o tratamento contra a covid-19 e que a chegada dessas pessoas do Amazonas não vai comprometer o atendimento aos capixabas.

Últimas