Folha Vitória Tragédias podem desencadear Transtorno do Estresse Pós-Traumático

Tragédias podem desencadear Transtorno do Estresse Pós-Traumático

Distúrbios do sono, irritabilidade, angústia e falta de ar são os principais sintomas do problema

Distúrbios do sono, irritabilidade, angústia e falta de ar são os principais sintomas do problema

Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Além dos amigos e familiares, pessoas ligadas ao ocorrido, como socorristas e jornalistas também estão suscetíveis a sofrer dos transtornos. 

O ano mal começou e já três tragédias causaram comoção no Brasil: o rompimento da barragem em Brumadinho, o incêndio no CT do Flamengo e a queda do helicóptero que vitimou o jornalista Ricardo Boechat. A perda de muitas pessoas abala não só familiares e amigos, mas a população brasileira como um todo.

Um dos reflexos possíveis depois da tragédia é o desenvolvimento do Transtorno do Estresse Pós-Traumático. A psicóloga e psicanalista Cássia Rodrigues explica que os casos são mais comuns entre as pessoas ligadas ao ocorrido, além de socorristas e jornalistas que acompanham os casos. "Essas pessoas podem desenvolver quadros psiquiátricos graves e precisam ser acompanhadas por um longo período", comentou.

Entre os sintomas da síndrome estão episódios de pânico, distúrbios do sono, irritabilidade, dificuldade de concentração, angústia, falta de ar e humor deprimido. "A síndrome pode se manifestar bastante tempo depois do ocorrido. Por isso é preciso ficar atento", completou.