Folha Vitória Transação bilionária: Petrobras vende campos de petróleo do ES

Transação bilionária: Petrobras vende campos de petróleo do ES

O chamado Polo Norte Capixaba compreende os campos terrestres de Cancã, Fazenda Alegre, Fazenda São Rafael e Fazenda Santa Luzia

Foto: Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A Petrobras aprovou, nesta terça-feira (22), a venda da totalidade de sua participação em um conjunto de quatro concessões de campos de produção terrestres, com instalações integradas, localizadas no Norte do Espírito Santo. 

O chamado Polo Norte Capixaba compreende os campos terrestres de Cancã, Fazenda Alegre, Fazenda São Rafael e Fazenda Santa Luzia, localizados nos municípios de Linhares, Jaguaré e São Mateus.

Entre os ativos negociados estão o Terminal Norte Capixaba, que recebe petróleo dos campos terrestres e escoa o produto por navios, além de todas as instalações de produção contidas no ring fence das quatro concessões e a titularidade de alguns terrenos do Polo Norte Capixaba. 

A venda foi feita para a empresa Seacrest Petróleo SPE Norte Capixaba Ltda, subsidiária integral da Seacrest Exploração e Produção de Petróleo Ltda. 

O valor total da transação pode chegar a US$ 544 milhões, o que equivale a aproximadamente R$ 2,7 bilhões, na cotação atual do dólar.

Segundo a Petrobras, serão pagos US$ 35,85 milhões na data de celebração do contrato, US$ 442,15 milhões no fechamento da transação e até US$ 66 milhões em pagamentos contingentes previstos em contratos, a depender das cotações futuras do Brent. 

Os valores não consideram os ajustes devidos até o fechamento da transação, que ainda depende da aprovação da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). 

Segundo a Petrobras, a celebração do contrato de compra e venda e as etapas subsequentes serão divulgadas ao mercado oportunamente.

>> Leia também: Petrobras inicia venda de campos terrestres no norte do Espírito Santo

No ano passado, a produção média do Polo Norte Capixaba foi de cerca de 6,5 mil barris de óleo por dia e 52,2 mil metros cúbicos por dia de gás natural. A Petrobras é a operadora nesses campos, com 100% de participação.

O polo possui 269 poços em operação, três estações de tratamento de óleo, quatro estações satélites no campo de Fazenda Alegre e 73,81 km de gasodutos e oleodutos.

Petrobras pretende concentrar esforços na exploração de petróleo em água 

De acordo com a empresa, a operação está alinhada à sua estratégia de gestão de portfólio e à melhoria de alocação do capital, visando à maximização de valor e maior retorno à sociedade. 

A Petrobras ressaltou ainda que segue concentrando cada vez mais os seus recursos em ativos em águas profundas e ultraprofundas.

"A presente divulgação está de acordo com as normas internas da Petrobras e com as disposições do procedimento especial de cessão de direitos de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo, gás natural e outros hidrocarbonetos fluidos, previsto no Decreto 9.355/2018", destacou a empresa.

A Seacrest Petróleo SPE Norte Capixaba Ltda, que deverá adquirir os ativos da Petrobras, é uma empresa com foco no redesenvolvimento de campos maduros e em produção.

Controlada pela Seacrest Exploração e Produção de Petróleo Ltda, a companhia é de capital fechado e possui, entre seus principais investidores, the Seacrest Group.

Últimas