Folha Vitória Transcol sai das garagens, mas rodoviários realizam passeata no Centro de Vitória

Transcol sai das garagens, mas rodoviários realizam passeata no Centro de Vitória

Eles caminham em direção ao Palácio Anchieta, sede do governo do Espírito Santo

Folha Vitória
Foto: Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Um grupo de, aproximadamente, 70 rodoviários realiza uma passeata no Centro de Vitória, na manhã desta terça-feira (05). De acordo com informações de membros do Sindicato dos Rodoviários, o grupo pretende caminhar até o Palácio Anchieta, sede do governo do Espírito Santo.

Os rodoviários de concentraram na Praça de Jucutuquara e seguem pela Avenida Vitória, em direção ao palácio. Ônibus que realizam itinerários das linhas acompanham a passeata em velocidade reduzida, causando uma longa fila de veículos e complicações no trânsito. Viaturas da Polícia Militar e da Guarda Municipal de Vitória acompanham o manifesto.

Reividicação

Uma paralisação dos rodoviários ocorreu na manhã de segunda-feira (04) e gerou filas em pontos de ônibus e terminais. Ao longo do dia, a situação foi se normalizando e, aos poucos, os coletivos voltaram a circular pelas ruas da região metropolitana.

Durante a tarde, os trabalhadores realizaram uma manifestação no Centro de Vitória. Com um carro de som e palavras de ordem, os manifestantes se reuniram em frente ao Palácio Anchieta e pediram a presença do governador, Renato Casagrande.

Uma fila de ônibus se formou ao longo da avenida Jerônimo Monteiro e o trânsito ficou complicado na região. O motivo dos protestos era a situação trabalhista dos cobradores. Dentre as reivindicações está a volta ao trabalho, que estava prevista para o início deste ano. O retorno foi suspenso por uma liminar no final de dezembro.

De acordo com a Secretaria de Mobilidade e Infraestrutura (Semobi), a continuidade da suspensão da cobrança em dinheiro nos coletivos e o afastamento dos cobradores de suas funções foi definida levando em consideração o decreto de Estado de Emergência em Saúde Pública no Espírito Santo, que estabelece medidas sanitárias e administrativas para prevenção, controle e contenção de riscos, danos e agravos decorrentes do surto de novo coronavírus.

Ainda na madrugada de segunda-feira (04), membros da categoria impediram a saída dos ônibus, e somente micro-ônibus e ônibus com ar-condicionado eram liberados em algumas garagens. Uma liminar da Justiça determinou que os coletivos voltassem a circular pelas ruas da Grande Vitória. O Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário do Espírito Santo (Sindirodoviários) acatou a decisão e, aos poucos, os coletivos voltaram às ruas.

O GVBus informou que desde o acordo firmado em 2019, foram disponibilizadas aos cobradores interessados 700 vagas para troca de habilitação de categoria “A” para categoria “D” através do Sest/Senat. Além disso, houve promoções dentro da empresa para os interessados à vaga de manobreiros, e a realização de escolinhas de motoristas nas garagens.

Há ainda algumas empresas que estão realizando entrevistas e identificando interessados em participar de treinamentos para ocupar vagas internas, como manutenção, por exemplo. Ao todo, cerca de 3 mil cobradores do Sistema Transcol estão afastados por causa da medida do governo estadual. 

Últimas