Folha Vitória Vacinação em idosos com mais de 60 anos pode começar ainda em março no ES

Vacinação em idosos com mais de 60 anos pode começar ainda em março no ES

Estado recebeu mais de 56 mil doses nesta terça-feira e já deve começar a imunização para o grupo de 75 a 79 anos

Folha Vitória
Foto: TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O Espírito Santo recebeu, nesta terça-feira (09), um novo lote com 56.200 doses da Coronavac. As vacinas chegaram no início da noite e a distribuição para os municípios deve começar nesta quarta-feira (10). Caso se mantenha o cronograma semanal de entrega dos imunizantes, a previsão da Secretaria de Saúde é que pessoas acima de 60 anos comecem a ser vacinadas ainda em março.

O subsecretário em Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin, afirma que o ritmo de distribuição das doses está lento, mas que pode ser suficiente para começar a aplicação da primeira dose em idosos com 60 anos ou mais ainda neste mês. "O Ministério da Saúde fez um cronograma de distribuição de vacina. Temos algumas variações nos números, mas há previsão de 30 milhões de doses a serem distribuídas para o Brasil em março. Se vier para nós, vamos conseguir começar a vacinar com a primeira dose as pessoas com 60 anos. Vamos depender da entrega dessas doses", afirmou.

Leia também: Fiocruz prevê produção de 1 milhão de vacinas por dia até final do mês

Reblin afirma que o Espírito Santo possui mais de 560 mil pessoas acima dos 60 anos, mas muitas delas já estão sendo imunizadas nos grupos etários já em atendimento. Com o lote recebido nesta terça, será possível dar início ao grupo de idosos de 75 a 79 anos. "Na medida em que as vacinas vão chegando, nós vamos completando as doses das faixas etárias acima e iniciando, quando possível, a vacinação de faixas etárias mais baixas", explicou.

Esta foi a sétima remessa encaminhada pelo Ministério da Saúde. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), será feito o envio de imunizantes aos municípios com o quantitativo de 15% da primeira dose (D1) para iniciar a vacinação de idosos de 75 a 79 anos, que possui mais de 66 mil pessoas no Estado. Os imunizantes para completar 100% da D1 de idosos de 80 a 84 anos e 100% da segunda dose (D2) de idosos de 90 anos ou mais também serão encaminhados. 3% do total recebido será usado para a D1 em trabalhadores da saúde, totalizando 94% de cobertura.

Questionado sobre os efeitos da vacina no Espírito Santo, Reblin explicou que ainda não há um estudo que mostre, em números, o resultado da imunização. "Podemos considerar que em pouco tempo, mais alguns dias, estes grupos já começam a ter o efeito da vacina, que leva alguns dias para que produza os efeitos que a gente quer. Que a pessoa não adoeça e se adoecer, seja de maneira mais leve e que não haja internação. É importante analisar os dados e estudar isso com mais cuidado. Aqui no estado, no mês de março, para nossa alegria, não tivemos nenhum óbito registrado em pessoas com mais de 90 anos", disse.

*Com informações da repórter Fernanda Batista, da TV Vitória/Record TV

Últimas