Folha Vitória Veja como acompanhamento profissional pode ajudar nos sintomas da menopausa

Veja como acompanhamento profissional pode ajudar nos sintomas da menopausa

De acordo com especialistas, tratamento precoce pode retardar os efeitos da redução hormonal no organismo

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A menopausa ainda é um assunto que tira o sono de muitas mulheres. O período, marcado por várias transformações hormonais, é um processo natural e que pode ser enfrentado de forma saudável e menos traumática quando acompanhado por profissionais.

Segundo a dermatologista Sandra Federici, a perda hormonal acarreta inúmeras alterações no corpo, como ressecamento da pele , unhas quebradiças, queda de cabelo com fios mais finos e quebradiços e aumento da flacidez, e por isso é importante ter um olhar multidisciplinar sobre a situação.

De acordo com a dermatologista, quanto mais cedo iniciado qualquer tratamento, melhor resposta a mulher pode ter. 

"Algumas mulheres iniciam os seu tratamentos precocemente e entram na menopausa com a pele ótima, necessitando de manutenção e poucos ajustes, outras chegam ao consultório pela primeira vez com a pele extremamente flácida e sem vida", relata Sandra.

O que posso fazer para retardar os efeitos?

Ainda segundo a especialista, é importante procurar um especialista para prescrever uma rotina de cuidados diários com sabonetes, ácidos, nutritivos e proteção solar. Além de fazer suplementação com vitaminas e colágeno, e iniciar as abordagens terapêuticas para flacidez.

"Usamos associações técnicas, pois sabemos que estímulos diferentes geram resultados superiores. Ultrassom microfocado, lasers ablativos e não ablativos, bioestimuladores, promovem estímulo do colágeno com efeito Lifting, melhora da textura e coloração da pele", explica. 

Além disso, ela chama atenção para a atualização da toxina botulínica, que é muito importante e deve ser realizada de 4 a 5 meses.

"Para flacidez corporal associamos bioestimuladores, ultrassom microfocado , radiofrequência e ondas acústicas, tudo deve respeitar uma ordem e por isso fazemos programas corporais", enfatiza Sandra.

"Em relação às queixas íntimas das mulheres, observamos ressecamento íntimo, flacidez dos grandes lábios e incontinência urinária leve. Para isso, realizamos o laser Athena que estimula o colágeno da parede intravaginal dando mais conforto durante a relação e melhorando em muito a qualidade de vida da paciente", afirmou. 

Este aparelho deve ser realizado por uma ginecologista e a paciente deve ter um preventivo atualizado de, no mínimo, 4 meses.

Entenda a menopausa

As transformações começam aos 40 anos e costumam se estender até os 65. As mulheres têm uma redução na produção de hormônios pelos ovários, período conhecido como climatério.

A menopausa acontece quando a mulher menstrua pela última vez, um evento que pode acontecer em qualquer momento nessa fase do climatério. Contudo, é mais frequente entre os 48 e os 52 anos.

Quais são os sintomas?

O primeiro sinal do climatério é a irregularidade do período menstrual. Mas até a chegada da última menstruação, alguns sintomas são muito comuns:

- Ondas de calor: cerca de 75% das mulheres sofrem com os chamados "fogachos" nos primeiros anos após a menopausa. Com o tempo, o sintoma diminui

- Suores intensos

- Irritabilidade

- Insônia

- Alteração de memória.

- Ardência e/ou coceira vaginal

- Secura vaginal

- Dor na relação sexual (dispaurenia)

- Sintomas semelhantes ao de uma infecção urinária 

- Perda de massa óssea (osteoporose)

- Desânimo

- Cansaço

- Palpitação

- Tontura

- Dor de cabeça 

- Dores articulares e musculares 

Últimas