Folha Vitória Vendanovenses com mais de 90 anos são imunizados contra a COVID-19

Vendanovenses com mais de 90 anos são imunizados contra a COVID-19

O primeiro do grupo a receber a imunização foi o morador de Bananeiras, Ambrósio Falqueto, de 100 anos

Folha Vitória

Teve início em Venda Nova, nesta sexta-feira (05), a vacinação contra a COVID-19 dos vendanovenses com 90 anos completos ou mais. O primeiro do grupo a receber a imunização foi o morador de Bananeiras, Ambrósio Falqueto, de 100 anos. Para garantir a segurança dos idosos, essa etapa da vacinação está sendo realizada nas residências.

Próximo de completar 101 anos, em 19 de abril de 2021, Ambrósio foi enfático ao se expressar sobre a vacina. “Não quero morrer não. Tem que ficar bom. Se eu viver mais uns 10 anos está bom”, disse. A moradora do Bairro Mineti, Tereza Brisochi Zandonade, de 98 anos, também recebeu a imunização contra a Covid-19. Emocionada, ela agradeceu a equipe da saúde que realizou o procedimento.

Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Próximo de completar 101 anos, em 19 de abril de 2021, Ambrósio foi enfático ao se expressar sobre a vacina. “Não quero morrer não.Tem que ficar bom. Se eu viver mais uns 10 anos está bom”, disse

A Secretária Municipal de Saúde de Venda Nova, Marise Bernarda Vilela, orienta que a população não procure as Unidades de Saúde para receber a vacina. “Estamos realizando a vacinação por etapas e de acordo com as doses repassadas ao Município. Neste momento, estamos vacinando os idosos com mais de 90 anos, em suas residências. É só aguardar a visita da equipe”, explica. 

A vacinação no Município teve início no dia 19 de janeiro, com a imunização dos profissionais de saúde que atuam na linha de frente no enfrentamento à pandemia. Ao todo, 222 pessoas desse grupo receberam a primeira dose da CoronaVac.

Segunda dose pode ser aplicada em até 28 dias

No dia 04 de fevereiro, o Município recebeu do Estado 100% das primeiras doses da CoronaVac destinadas ao público com 90 anos ou mais. Para completa imunização dos pacientes é necessária a administração da segunda dose, que deve ocorrer em até 28 dias após a primeira aplicação.

Mesmo com a vacina, os cuidados e as medidas de prevenção, como o uso de máscara e o distanciamento social, devem continuar.

Últimas