Folha Vitória Vereadora trans sequestrada no ES é encontrada em cativeiro e dois suspeitos são presos

Vereadora trans sequestrada no ES é encontrada em cativeiro e dois suspeitos são presos

Parlamentar da Câmara de Vereadores de Rio Novo do Sul, Larissa Bortolote foi localizada em Ubu, no município de Anchieta

Folha Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A vereadora de Rio Novo do Sul (ES), Larissa Bortolote (Republicanos), sequestrada na segunda-feira (22), foi encontrada nesta terça (23), e dois suspeitos foram presos.

A informação foi confirmada pelo secretário de Segurança Pública do Espírito Santo, coronel Marcio Celante, confirmou, em um vídeo divulgado à imprensa. 

Segundo ele, desde a manhã de segunda-feira (22), quando a parlamentar foi sequestrada, a Secretaria de Segurança Pública do Estado e a Polícia Civil estavam acompanhando o caso. Ela foi encontrada em um cativeiro, localizado em Ubu, no município de Anchieta. 

"Na noite de ontem, a Delegacia Anti-Sequestro e a Superintendência de Policiamento da região Sul conseguiram lograr êxito e localizar o cativeiro na região de Ubu, em Anchieta. Dois criminosos foram presos e a vereadora foi liberada em segurança", afirmou o secretário. 

Larissa é parlamentar da Câmara de Vereadores de Rio Novo do Sul. Conhecida como Lari Camponesa, ela se tornou a primeira trans eleita para o Legislativo municipal, em 2020, com 266 votos.

Nesta terça, a reportagem da TV Vitória/Record TV conversou com o prefeito de Rio Novo do Sul, Nei Castelari, que informou que a vereadora foi encontrada em Anchieta.

Ele não soube dizer, no entanto, em quais circunstâncias Larissa foi encontrada, só confirmou que ela estava bem e sem ferimentos. 

Últimas