Folha Vitória Versão original de A Usurpadora estreia em novembro

Versão original de A Usurpadora estreia em novembro

Telenovela mexicana que teve 102 capítulos deve ser dividida em duas partes deve seguia mesma linha de 'Marimar'

Folha Vitória
Foto: Televisa SA
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Atriz Gabriela Spanic interpretou Paola e Paulina

Icônica, Paola Bracho estará de volta nas telinhas a partir deste mês. Sucesso em todo o mundo, A Usurpadora ou La Usurpadora, na versão mexicana, é uma telenovela com produção de Salvador Mejía e dirigida por Beatriz Sheridan. 

Exibida em julho de 1998, produzida pela Televisa, a novela que marcou uma geração estará disponível no Globoplay. A versão original poderá ser acompanhada pela plataforma de streaming, mas a data ainda não foi divulgada. 

A novela, que teve 102 capítulos, deve ser dividida em duas partes, assim como foi com a também famosa Marimar.

Em 2019 a trama ganhou um remake em formato de série, mas com várias adaptações. Nessa versão, Sandra Echeverría interpretou Paola e Paulina, o que não agradou o público. 

A Usurpadora

A trama conta a história de Paulina Martins, interpretada pela atriz Gabriela Spanic, uma jovem de família pouco favorecida que mora no litoral do México e tem a vida virada do avesso quando descobre a semelhança com a perversa Paola Bracho, que também é interpretada por Gabriela.

Com o intuito de fugir com o amante, Paola acusa Paulina de um crime que ela não cometeu como forma de chantagem para colocar o plano em prática. Com a pobre moça nas mãos, Paola a obrigada a assumir sua identidade. 

Ao ir para a mansão da ricaça, Paulina conhece o empresário Carlos Daniel Bracho, interpretado por Fernando Colunga. Como toda boa novela mexicana, a a jovem acaba se apaixonando por ele. 

Últimas