Folha Vitória VFX em tempo real traz dinamismo nas produções de filmes

VFX em tempo real traz dinamismo nas produções de filmes

Produções cinematográficas buscam no VFX em tempo real mais dinamismo para superar as expectativas do espectador

Folha Vitória
Foto: Divulgação/DINO

Diferente dos primórdios dos efeitos especiais, onde “cortar” a cabeça de um monarca foi o auge dos acontecimentos nas telas de cinema no ano de 1893 com o filme “The Execution of Mary, Queen of Scots”, o VFX traz uma infinidade de possibilidades jamais imaginadas pelos telespectadores. Essa tendência cinematográfica, de acordo com a organização Mordor Intelligence, tem estimativa de crescimento anual de mais de 11,5% entre o período de 2021 a 2026. Essa nova tecnologia desenvolvida por profissionais gamers é a mais nova ferramenta utilizada nesse mercado para trazer mais realismo às cenas de ficção científica. Tudo isso para agradar os cinéfilos que lotam as salas de cinema.

Muito além do stop motion ou animatrônicos, o uso da computação gráfica foi inserido aos poucos nesse universo e as telas verdes já fizeram grandes sucessos de bilheteria. As produções cinematográficas buscam constantemente se superar em criatividade para deixar o público imerso na história. E buscar sempre o desenvolvimento dessa tecnologia em prol desse realismo nas cenas tornou-se algo natural.

Uma dessas evoluções já aplicadas nesse mercado é a atuação do profissional de VFX em tempo real. Esse nome sinaliza que o projeto elaborado encontra-se aplicado na hora da produção. Essa tecnologia possibilita que o conteúdo seja visualizado e alterado – quando necessário – imediatamente, sem precisar passar pelo processo de “renderização”, palavra técnica que caracteriza uma fase da produção de vídeo.

Toda essa nova tecnologia de VFX em tempo real é oriunda da indústria de jogos, que renderiza instantaneamente através da engenharia responsável. Esse é o futuro das produções cinematográficas.  Esse avanço possibilita que pontos negativos como lentidão no processo de criação, hardwares limitados e as várias fases de refinamento e finalização dos filmes sejam extintas. A tomada de decisões na hora da produção pode vir de qualquer pessoa, em qualquer lugar.

Como Charlie Fink, da Forbes mencionou em 2017, “Técnicas de produção de jogos começam a substituir técnicas de produção de entretenimento narrativo muito antigas. Isso vai afetar profundamente a indústria de filmes e de televisão que conhecemos”. E essa afirmativa de Charlie vem alinhada à realidade de um mercado que se prepara para o boom cinematográfico ao contratar profissionais capacitados nesse tipo de ferramenta.

Rogério Félix, diretor acadêmico da formação de desenvolvimento de jogos da escola ZION, explica de forma resumida esse novo processo de edição, “o uso do VFX em tempo real é uma tecnologia futurista ao nosso alcance. Desenvolvida por profissionais do setor de games, o projeto criado pode ser alterado de forma rápida, sem perder tempo, dando dinamismo na hora da gravação”.

Trabalhar com VFX em tempo real significa envolver toda a equipe do começo até o fim do projeto – o que inclui também a parte artística. Eles se sentem mais motivados ao contracenar em um ambiente real, além das produções ficarem mais acessíveis tendo uma alta tecnologia à disposição. As revisões, assim como os retornos quantitativos e qualitativos do material como um todo, ganham objetividade e produtividade. O projeto está em constante movimento e assim como a indústria dos games se beneficia dessas novas engenharias visuais, as produções cinematográficas se revolucionam com os gráficos fotorrealistas dessa tecnologia.

Para Rogério Félix, o domínio da ferramenta comumente usada para a produção de VFX nos cinemas, traz possibilidades inimagináveis dentro de um produto finalizado. E ao utilizar as ferramentas certas o cineasta, junto com o profissional de VFX em tempo real, responsável pelo projeto, irão manipular todos os detalhes das cenas em um ambiente totalmente virtual, com sequências cinematográficas dinâmicas. “Essa é a evolução do cinema com seus efeitos especiais cada dia mais extraordinários”, finaliza o diretor.

Últimas