Folha Vitória Viana começa a vacinar idosos de 83 anos neste sábado; veja como está a situação de outras cidades

Viana começa a vacinar idosos de 83 anos neste sábado; veja como está a situação de outras cidades

Segundo a Prefeitura de Viana, para ampliar a vacinação, o município recebeu, na quinta-feira, uma remessa de doses da Secretaria Estadual da Saúde

Folha Vitória
Foto: TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Um mutirão será realizado neste sábado (19), em Viana, para iniciar a aplicação da primeira dose da vacina contra a covid-19 em idosos a partir de 83 anos no município. Ao todo, segundo a prefeitura, serão vacinados 519 idosos com idades entre 83 e 89 anos. A imunização desse grupo será feita em domicílio, conforme a estratégia de vacinação dos idosos definida pelo município.

De acordo com a Secretaria de Saúde de Viana, para ampliar a vacinação deste público, o município recebeu, na quinta-feira (18), uma remessa de doses da vacina da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Segundo a secretária municipal de Saúde, Jaqueline Jubini, a chegada de novas doses possibilitou a ampliação de imunização deste público. “Recebemos doses suficientes para aplicar a primeira dose em idosos a partir de 83 anos”, explicou.

A secretária destacou também que as equipes de vacinação do município irão até esses idosos com todos os equipamentos de proteção necessários para aplicar a dose da vacina. Ela lembra ainda que não é necessário o agendamento prévio. “Viana tem 100% de cobertura do Programa de Saúde da Família. Por isso, todos esses idosos já foram mapeados e cadastrados pelos profissionais do município”, frisou.

Até o momento, segundo a prefeitura, 2.328 doses já foram disponibilizadas para a imunização do público prioritário em Viana. Deste total, 354 foram disponibilizadas para a primeira dose dos idosos e deficientes institucionalizados, trabalhadores das ILPI, profissionais da saúde (vacinadores, médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem da urgência e emergência) e outras 596 para os demais profissionais da saúde.

A Prefeitura de Viana informou ainda que os grupos prioritários que receberam a primeira dose da vacina contra a covid-19, em janeiro, começaram a receber a segunda dose na quinta-feira (18). Ao todo, 647 doses foram disponibilizadas para a aplicação da última dose da CoronaVac em Viana.

Outros municípios

Os demais municípios da Grande Vitória seguem aplicando a primeira dose da vacina nos idosos a partir de 85 anos. Além disso, está sendo feita a aplicação da segunda dose nos grupos que receberam o imunizante há cerca de um mês.

Por meio de nota, a Secretaria de Saúde de Vitória (Semus) informou que, para a campanha de vacinação contra o novo coronavírus, o município recebeu 30.543 doses. Deste total, até as 18 horas desta sexta-feira (19), foram aplicadas 23.061 doses, sendo 1.715 em idosos acima de 90 anos e 565 nos acima de 85 anos.

Foto: André Sobral / PMV
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Idosos a partir de 85 anos de idade já podem fazer o agendamento para vacinar contra a covid-19 em Vitória

Além disso, o município já iniciou a segunda etapa da imunização dos grupos que já tomaram a CoronaVac em janeiro: profissionais da saúde que atuam na linha de frente do combate ao coronavírus, idosos acima de 60 anos que vivem em instituições de longa permanência e pessoas com deficiência institucionalizadas. 

Segundo a prefeitura, até as 18 horas de quinta-feira (18), foram vacinados 141 idosos acima de 60 anos que vivem em instituições de longa permanência, 48 pessoas com deficiência institucionalizadas e 1.713 profissionais da saúde. Estes indivíduos estão sendo vacinados nas instituições em que residem e nos serviços de saúde onde atuam.

A Prefeitura de Vitória ressaltou ainda que, para que seja aberto um novo agendamento, a Semus aguarda a chegada de novas doses da vacina. Segundo a prefeitura, há previsão de que o município receba novas doses na próxima semana. Para fazer o agendamento basta acessar o link https://agendamento.vitoria.es.gov.br/ (escolha o serviço > categoria "saúde" > serviço "Covid-19") ou usar o aplicativo Vitória Online.

Na Serra, segundo a prefeitura, 13.072 pessoas já receberam o imunizante. Ao todo, foram vacinados 675 idosos com idade acima de 90 anos e ofertadas 720 vagas para idosos com mais de 85 anos. Nesta sexta-feira, o governo do Estado liberou mais 1.488 doses da vacina, que, segundo a prefeitura, serão disponibilizadas de forma gradativa para esse grupo de 85 anos acima.

Na quinta-feira (18), a Secretaria de Saúde do município iniciou a aplicação da segunda dose em idosos das Instituições de Longa Permanência, maiores de 18 anos que vivem em residências inclusivas e profissionais que atuam nessas instituições que já receberam a primeira dose, totalizando neste grupo, 593 pessoas.

A Secretaria de Saúde da Serra informou ainda que as vagas para o agendamento online para vacinação dos idosos com mais de 85 anos são disponibilizadas de forma gradativa para que não haja grande fluxo de pessoas na unidade, visto que, além do movimento diário de pacientes, as unidades de saúde ainda estão vacinando os idosos com idade acima de 90 anos e profissionais de saúde com mais de 60 anos.

Em Vila Velha, a prefeitura informou que o município está seguindo as orientações da resolução da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) e imunizando os profissionais de saúde, idosos acima de 90 e idosos de 85 a 89 anos. Além disso, segundo a prefeitura, neste momento, a segunda dose está sendo administradas em idosos e profissionais de Instituições de Longa Permanência.

Já a Secretaria Municipal de Saúde de Cariacica informou que estão recebendo a segunda dose da vacina os idosos que vivem nas Instituições de Longa Permanência, além de funcionários desses locais e profissionais da saúde que estão na linha de frente no combate à covid-19.

Já a primeira dose, segundo a prefeitura, está sendo oferecida a idosos acima de 85 anos, além dos idosos acamados. A Secretaria de Saúde do município destacou ainda que segue todas as orientações do Ministério da Saúde, via Secretaria de Estado da Saúde.

A Prefeitura de Guarapari informou que vai começar a vacinar os idosos com idades entre 85 e 89 anos a partir da próxima segunda-feira (22). A partir desse dia até quarta-feira (24), será realizado, de 8h às 12h, um drive thru no Complexo Esportivo Maurice Santos, em Muquiçaba. É preciso levar CPF, Cartão do SUS e comprovante de residência em nome do vacinado ou do responsável.

Segundo a prefeitura, os idosos pertencentes ao grupo contemplado, que não possuem veículo, também devem procurar o complexo, pois no local haverá um ponto de vacinação específico para atender a essas pessoas.

Guarapari possui 811 idosos entre 85 e 89 anos, segundo dados de 2016 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo a prefeitura, o município já recebeu 600 doses para atender a este público e outras doses devem chegar até quarta-feira, para atender toda a demanda.

No interior do estado, a Prefeitura de Linhares informou que vai começar neste sábado a imunizar os idosos entre 85 e 89 anos. Segundo a prefeitura, para esse grupo, foram disponibilizadas 645 doses da CoronaVac.

Foto: Secom/Felipe Tozatto
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Linhares vai começar a imunizar os idosos entre 85 e 89 anos neste sábado

A procura pela vacina deve ser feita de forma espontânea, na sede da Secretaria Municipal de Assistência Social, no centro de Linhares, que funcionará no sistema drive-thru e também contará com um ponto fixo de vacinação. O horário para a aplicação do imunizante será das 9h às 16h, e mais de 15 servidores estarão envolvidos nesta nova etapa de vacinação.

A entrada da secretaria municipal de Assistência Social — e por onde os idosos deverão chegar para a vacinação — fica na Rua da Conceição (logo após a agência do INSS), com saída pela Rua Nicola Biancardi (em frente à Escola Municipal de Ensino Fundamental Castelo Branco).

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, caso algum idoso acima de 90 anos ainda não tenha recebido a primeira dose, também poderá procurar o serviço para ser vacinado.

A Secretaria Municipal de Saúde de Linhares destaca ainda não há previsão para o início da vacinação de idosos em outras faixas de idade ou de novos grupos prioritários. Segundo a secretaria, essas definições dependem de orientação do Ministério da Saúde e do governo do Estado, além do envio de novas doses.

Das 4.911 doses de vacina recebidas até agora, Linhares já utilizou 4.884, o que representa uma cobertura vacinal de 99,45% dos grupos prioritários definidos pelo Plano Nacional de Imunização (PNI). Desse total, 2.704 doses são do imunizante CoronaVac e 2.180 da AstraZeneca. Já para a segunda dose, foram recebidas 1.823 doses e 880 já foram aplicadas.

>> Saiba quem pode receber a vacina contra a covid-19 no Espírito Santo

Em Cachoeiro de Itapemirim, a Secretaria Municipal de Saúde realizou, até a tarde desta sexta-feira (19), 734 aplicações da segunda dose da vacina contra a covid-19. Entre os que foram vacinados pela segunda vez, estão 599 trabalhadores da saúde e 135 residentes e cuidadores das instituições de longa permanência para idosos.

Nas ILPIs, a vacinação foi concluída. Segundo a prefeitura, atualmente, os vacinadores percorrem hospitais e unidades de saúde do município para aplicar a segunda dose nos funcionários da área, levando em conta as datas estabelecidas nos cartões de vacina de cada um. O mesmo vale para os idosos acima de 90 anos já vacinados, que receberão a segunda dose, no devido tempo, em suas próprias residências.

Ao todo, Cachoeiro recebeu 2.248 doses de vacina do governo estadual para realizar a segunda aplicação, que teve início na quarta-feira (17). Mais doses deverão ser repassadas ao município no início da semana que vem.

Para a primeira aplicação, o município recebeu 6.666 doses. Dessas, 5.387 já foram aplicadas em profissionais de saúde e idosos e cuidadores de ILPIs (95% das doses recebidas para esses públicos) e 709 em idosos a partir de 90 anos (68% das doses recebidas para esse grupo).

Já a Prefeitura de Colatina informou que atualmente estão recebendo a segunda dose da vacina, no município, os idosos internados em Instituições de Longa Permanência e os profissionais de saúde da linha de frente de combate à covid-19. A prefeitura ressaltou ainda que, assim que o município receber um novo lote, será retomada a vacinação da primeira dose dos demais profissionais das diversas áreas da saúde.

Resolução da Sesa

No último sábado (13), a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) publicou, no Diário Oficial, uma resolução que autoriza a imunização contra a covid-19 de toda a população com mais de 60 anos no Espírito Santo. Entretanto, os municípios capixabas deverão obedecer a um escalonamento das faixas etárias a serem atendidas. 

Isso significa que somente quando forem imunizados 90% dos indivíduos de uma determinada faixa etária, poderá ser iniciada a vacinação de um novo grupo, com faixa etária inferior. Dessa forma, quando um município vacinar 90% dos idosos com 90 anos ou mais, por exemplo, ele poderá começar a imunizar os indivíduos entre 85 e 89 anos e assim por diante.

No entanto, alguns municípios estão vacinando idosos com menos de 90 anos antes de alcançar o percentual necessário para passar para a próxima etapa. Foi o que ocorreu, por exemplo, na Serra, o primeiro município capixaba a iniciar a vacinação de idosos de 85 a 89 anos.

A população dessa faixa etária, no município, começou a receber as doses do imunizante na última terça-feira (16). Até aquele dia, menos da metade dos idosos com 90 anos ou mais haviam sido vacinados contra a covid 19, na Serra, de acordo com a própria Secretaria Municipal de Saúde.

"A gente espera que as famílias e os amigos se sensibilizem e sensibilize os seus idosos acima de 90 anos, ajudem eles a comparecer nas unidades de saúde, para poder fazer a vacinação", destacou a secretária de Saúde da Serra, Sheila Cruz.

Foto: TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

De acordo com o subsecretário de Vigilância em Saúde do Estado, Luiz Carlos Reblin, seguir adiante com a vacinação antes de atingir o percentual estabelecido pela Sesa pode prejudicar a imunização nos municípios. Segundo Reblin, a imunização pode acabar sendo interrompida.

"Nós fizemos um planejamento integrado, do Estado com os municípios, pactuamos dessa forma, e aquela cidade que tentar fazer um modelo diferente pode ter dificuldade na quantidade de doses disponíveis para fazer aquela aplicação. Então é recomendável que todas as cidades possam seguir esse planejamento, para que a gente não tenha a necessidade de interromper a vacina naquele local, para que a população conheça exatamente quem são os grupos que estão sendo vacinados naquele momento", destacou.

Últimas