Folha Vitória Viana vai testar 1,2 mil estudantes contra covid-19 a partir desta sexta

Viana vai testar 1,2 mil estudantes contra covid-19 a partir desta sexta

Quatro escolas da cidade passarão a aplicar testes do tipo RT-PCR em seus alunos a partir desta sexta-feira (30)

Folha Vitória
Foto: Divulgação / Prefeitura de Viana
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
A Escola Cívico-Militar de Viana, no bairro Vila Bethânia, é uma das quatro cujos alunos serão testados  

Viana irá testar 1.200 estudantes contra a covid-19. A ação conjunta, que envolve as secretarias municipais de Educação e de Saúde, terá início nesta sexta-feira (30) em quatro escolas da cidade. 

A testagem tem apoio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). É a primeira vez que é feita a testagem em menores de 18 anos no Espírito Santo num programa público de saúde. 

Serão realizados exames RT-PCS (swab), o do cotonete. A testagem será feita nos alunos com consentimento dos pais ou responsáveis. Todos os alunos das escolas da rede municipal serão testados, iniciando com os alunos acima de 10 anos, com prévio consentimento dos pais ou responsáveis.

Leia também: Adolescentes entre 12 a 17 anos serão incluídos na vacinação contra covid

As primeiras escolas públicas municipais a receberam os testes são a Constantino José Vieira, Doutor Denizart Santos (ambas em Marcílio de Noronha), Divaneta Lessa de Moraes (em Campo Verde) e a cívico-militar João Natalício Alves Pereira, em Vila Bethânia.

De acordo com a secretária de Saúde do município, os testes servirão para acompanhar as condições de retorno dos estudantes às aulas presenciais. Atualmente, Viana faz o revezamento diário entre turmas maiores.

"Queremos verificar se haverá impactos nas curvas de contaminação de nossa comunidade escolar após retorno às atividades presenciais da escola podendo, assim, auxiliar em novas decisões mediante avaliação do quadro epidemiológico obtido por meio do resultado da testagem", informou a secretária de Saúde do município, Jaqueline Jubini.

Uso de máscaras permanece obrigatório nas escolas

Nas escolas, permanece o uso obrigatório de máscara por parte de servidores, funcionários e alunos. Além de outros cuidados como distância mínima de 1,5 metro entre as pessoas; quantidade máxima de alunos por sala de aula com base na capacidade de distanciamento; e alerta para evitar contatos físicos como abraços, beijos e apertos de mão, entre outros.

As outras prefeituras da Grande Vitória foram procuradas para saber se também irão testar os estudantes de suas redes. Assim que enviarem as respostas, a matéria será atualizada. 

Últimas