Folha Vitória VÍDEO | Assassino de Camata não demonstra reação ao assistir vídeo do crime

VÍDEO | Assassino de Camata não demonstra reação ao assistir vídeo do crime

O secretário de Controle e Transparência do Governo do Estado e sobrinho de Gerson Camata, Edmar Camata, saiu de dentro do fórum antes que o vídeo fosse reproduzido

Folha Vitória

No primeiro dia de julgamento do economista Marcos Venício Moreira Andrade, assassino do ex-governador Gerson Camata, foram exibidos vídeos dos últimos momentos de vida de Camata. As imagens trazem ainda os instantes  ele ser atingido por um tiro no peito.

Marcos Venício não expressou reações ao ver o vídeo dos últimos momentos de Camata, pouco antes de ser assassinado. 

O crime aconteceu em 26 de dezembro de 2018, e entre idas e vindas na Justiça, Marcos Venício teve as contas financeiras bloqueadas para que ele pagasse um valor de R$ 60 mil em indenizações ao ex-governador. 

No dia em questão, o réu confesso encontrou com Camata na rua e resolveu tirar satisfações por ter suas contas bloqueadas na Justiça. O político teria dito que "o assunto seria tratado pela Justiça e pelos advogados". 

Venício sacou a arma e disparou um único tiro no peito de Camata. Toda ação foi capturada por uma câmera de segurança de um estabelecimento da região. 

Leia mais: EXCLUSIVO: Imagens inéditas revelam momento em que ex-assessor mata Gerson Camata

O secretario de Controle e Transparência do Governo do Espírito Santo e sobrinho de Gerson Camata, Edmar Camata, que estava dentro do fórum, saiu antes que o vídeo fosse reproduzido. 

Réu era assessor de Camata 

1986 a 2005

Marcos Venício Moreira Andrade ocupava o cargo de assessor de Gerson Camata, sendo o responsável pelas finanças e pelas campanhas eleitorais do então governador.

2009

O ex-assessor vai a público denunciar supostas irregularidades durante o período em que Gerson Camata esteve à frente do Governo.

O ex-governador move uma ação contra o ex-assessor por calúnia e difamação no caso da acusação sobre supostas irregularidades durante a gestão.

2016

A Justiça entende que a acusação feita pelo ex-assessor não continha provas suficientes e dá ganho de causa para Camata.

Marcos foi condenado a pagar uma indenização de 50 mil reais a Gerson Camata.

Andrade recorre da decisão da Justiça e perde em segunda instância, mas consegue reduzir a indenização para 20 mil reais.

2018

Com o passar dos anos e com os juros cobrados, o valor da multa alcançou a quantia de 60 mil reais.

A Justiça bloqueou as contas de Marcos Vinícius para o pagamento da indenização.

>> Justiça nega pedido de liberdade para acusado de assassinar ex-governador Gerson Camata

>> Acusado de matar ex-governador Gerson Camata será julgado no dia 3 de agosto

Foto: Divulgação / Polícia Civil
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Marcos Venício Moreira Andrade foi preso e confessou o crime. Desde então, estava à espera de um julgamento. 

A linha de investigação do Ministério Público aponta que o motivo do crime foi financeiro. Camata moveu uma ação contra o ex-assessor por calúnia e difamação, e teve uma conta bloqueada pela justiça.

Últimas