Folha Vitória VÍDEO | Câmeras mostram assalto com reféns na Praia do Canto

VÍDEO | Câmeras mostram assalto com reféns na Praia do Canto

Vítimas ficaram trancadas no banheiro da loja por quase uma hora. Os três assaltantes armados fugiram levando vários celulares

Folha Vitória

Imagens feitas por câmeras de segurança de uma loja de celulares, assaltada na manhã desta quarta-feira (11), na Praia do Canto, em Vitória, mostram a ação dos criminosos. Ao todo, três assaltantes participaram da ação e fizeram reféns um funcionário e uma cliente do estabelecimento.

As vítimas ficaram trancadas no banheiro da loja, no segundo pavimento do estabelecimento, por quase uma hora. Os três assaltantes armados fugiram levando vários aparelhos, entre eles 50 iphones.

Foto: Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A loja fica na Avenida Nossa Senhora da Penha. O assalto aconteceu em um horário de muito movimento, logo após a abertura do comércio.

As imagens feitas pelas câmeras mostram o funcionário acompanhando um dos criminosos até a porta da loja. Quando ele parece que vai sair do estabelecimento, saca a arma e anuncia o assalto.

Outros dois bandidos, que estavam na rua, aparecem e entram na loja. Uma cliente também é rendida na porta. 

Em seguida, os criminosos levam o funcionário e a cliente para os fundos do estabelecimento. No local, eles mexem em armários e gavetas a procura de sacolas e produtos. Um deles chega a ameaçar o funcionário.

O trio recolhe diversos produtos e coloca tudo em uma bolsa e em sacolas. Depois da ação, eles saem do estabelecimento como se nada tivesse acontecido.

Os criminosos deixaram as vítimas presas no banheiro. Como os assaltantes não levaram os celulares dos reféns, eles ligaram para a polícia, pedindo socorro.

A proprietária do estabelecimento, a lojista Raquel Ribeiro, está contabilizando os prejuízos. "Pelo tudo que foi revirado, eles estavam atrás dos aparelhos. Eles levaram aparelhos de clientes que estavam para fazer manutenção, além de relógios e acessórios de celulares. Nós teremos que arcar com tudo o que aconteceu", lamentou.

Últimas