Folha Vitória VÍDEO | Casal é rendido, tem carro roubado e recebe ligações pedindo resgate

VÍDEO | Casal é rendido, tem carro roubado e recebe ligações pedindo resgate

Depois do assalto, casal recebeu ligações pedindo resgate do veículo; caso contrário o carro seria incendiado

Folha Vitória
Foto: TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Um casal foi rendido e teve o carro roubado em Nova Itaparica, Vila Velha. Segundo o proprietário, ele retirava a bicicleta quando foi abordado por dois homens que exigiram a chave do veículo. 

A mulher contou que uma funcionária, que tinha pego uma carona, bateu no vidro do carro para alertá-la. Foi aí que ela percebeu a presença dos criminosos próximos ao marido. 

"Eu entrei em desespero porque estava com cinto de segurança e o meu medo era eles me levarem, mas consegui destravar o cinto e sair", contou a vítima que preferiu não se identificar. 

Segundo o casal, 15 minutos após o assalto, os suspeitos ligaram para o celular e pediram um resgate de R$ 5 mil pelo carro.

"Eles ligaram para o meu celular, de um telefone não identificado, falando que o carro estava em uma boca de fumo", contou.

A mulher acredita que a primeira ligação foi feita pelos próprios assaltantes. No entanto, como o casal postou nas redes sociais que tinha sido roubado, recebeu novas ligações com ameaças de que o carro seria incendiado. "A gente não sabe se é um trote ou se são eles por causa da rede social", frisou.

O casal estava dando carona para uma funcionária que mora no bairro, na noite desta quarta-feira (05), quando foi rendido. A loja deles fica aberta até mais tarde, por causa do Dia das Mães. Para a funcionária não voltar sozinha, eles resolveram levá-la para casa.

A Polícia Militar fez buscas na região, mas ninguém foi encontrado. O casal foi à Delegacia de Furto e Roubo de Veículo registrar a ocorrência. De acordo com os investigadores, sempre que alguém tem o carro roubado e posta o crime em redes sociais, golpistas se aproveitam para tentar tirar vantagem.

A orientação é sempre buscar ajuda da polícia. A empresária disse que o carro está fazendo falta, mas que o marido preferiu não pagar pelo suposto resgate do veículo. "Estamos precisando muito do carro, ele é comercial e está fazendo falta, mas estamos felizes porque nossas vidas foram poupadas. Mas o sentimento é assustador, de angústia", concluiu ela. 

*Com informações da TV Vitória/Record TV

Últimas