Folha Vitória VÍDEO | Confusão entre taxista e suposto motorista clandestino acaba em agressões no aeroporto de Vitória

VÍDEO | Confusão entre taxista e suposto motorista clandestino acaba em agressões no aeroporto de Vitória

Pessoas que estavam no local gravaram imagens da briga; um dos homens aparece com um facão e outro com um pedaço de madeira nas mãos

Folha Vitória
Foto: Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Uma confusão entre um taxista e um motorista de transporte clandestino, no aeroporto de Vitória, acabou em agressão e até golpes de facão. A briga foi filmada por pessoas que passavam na área de embarque e desembarque do terminal. 

Os dois homens aparecem no vídeo discutindo. Um está com um pedaço de madeira na mão e outro com um facão. 

Nas imagens, ainda é possível escutar o barulho de um dos golpes.

Confira:

Pessoas que estavam no local separaram os dois e interromperam a briga. Segundo o taxista envolvido na confusão, o outro homem é um antigo conhecido dos motoristas que trabalham no local. Ele já teria criado problemas em outras ocasiões. O motivo da confusão, registrada na última terça-feira (03), não foi informado.

Taxistas reclamam de falta de fiscalização

No aeroporto da capital, a dinâmica do transporte funciona da seguinte forma: do lado direito ficam os taxistas credenciados para trabalhar na área e do lado esquerdo ficam as marcações para viaturas da polícia e guarda municipal, além de carros de turismo. Os motoristas de aplicativos não podem ficar no local esperando por passageiros. Segundo a norma, eles devem esperar que o cliente faça a chamada pelo telefone ou app.

Mesmo assim, os motoristas clandestinos ficam no local com cartazes, esperando e oferecendo corridas aos passageiros. E foi justamente com um desses motoristas que a confusão aconteceu.

O taxista envolvido na briga disse para a reportagem da TV Vitória/Record TV que a relação entre motoristas de aplicativo e taxistas é harmônica. Apesar disso, ele cobra fiscalização dos transportes clandestinos. "É só colocar fiscalização, um guarda de trânsito ou uma viatura do batalhão de trânsito".

O outro homem envolvido na confusão não foi localizado pela reportagem.

A polícia militar disse, em nota, que foi acionada para atender a ocorrência, mas que chegou na região não encontrou os envolvidos.

A Guarda Municipal de Vitória informou que faz fiscalizações rotineiras com viaturas na área do aeroporto e que atua sempre que identifica motoristas estacionados na área de embarque e desembarque, o que é proibido. A Guarda solicita aos cidadãos que, sempre que precisarem, acionem as viaturas por meio do número 190.

Transporte por aplicativo tem normas

A administração do aeroporto informou que todas as viagens de veículos por aplicativo só podem ser realizadas por meio da ferramenta, onde o usuário solicita um carro ao toque de um botão e recebe, via app, informações do motorista parceiro que vai buscá-lo, como nome, foto, além de modelo e placa do veículo. 

"Qualquer viagem feita fora desses padrões não é uma viagem de Uber e, portanto, não dispõe das diversas ferramentas de tecnologia e processos de segurança oferecidas pela plataforma, nem é coberta pelo seguro APP que cobre acidentes pessoais durante viagens na plataforma", diz a nota.

"Temos equipes e tecnologias próprias que constantemente analisam viagens suspeitas para identificar violações aos Termos e Condições e, caso comprovadas, banir os envolvidos", completou a administração do terminal.  

* Com informações da repórter Bianca Vailant, da TV Vitória / Record TV

Últimas