Folha Vitória VÍDEO | Cozinha de lanchonete fica destruída após botija de gás explodir na Serra

VÍDEO | Cozinha de lanchonete fica destruída após botija de gás explodir na Serra

O estabelecimento, que fica no bairro Planalto Serrano, funciona há quatro meses

Folha Vitória

A cozinha de uma lanchonete ficou completamente destruída após uma botija de gás explodir. O caso aconteceu no bairro Planalto Serrano, na Serra. As chamas destruíram tomadas, potes com condimentos e até o revestimento da parede.

De acordo com a proprietária do local, Maria Aparecida Gonzaga, quando as chamas começaram, ela estava dormindo e foram os vizinhos que a socorreram.

"Eu acordei com um estrondo muito grande e os vizinhos todos gritando e me chamando porque o fogo já havia tomado tudo e estava se espalhando. Inclusive, os vizinhos até acharam que tinha acontecido algo comigo. Nessa hora eu saí correndo e eles me tiraram pela janela".

Foto: TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Depois de todo o prejuízo, Aparecida disse que não sabe o que pode ter acontecido para que a botija explodisse. Ela contou que os equipamentos eram novos.

"Eu não senti cheiro de gás. É uma coisa que eu até tenho muito cuidado. O fogão deve ter uns três meses de uso".

Casos constantes 

Dados da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp) apontam que, neste ano, de janeiro a junho foram registradas 382 ocorrências de incêndio em residências no Espírito Santo.

No mesmo período do ano passado, foram 415 casos. No início deste mês, um apartamento pegou fogo no bairro Vila Capixaba, em Cariacica. De acordo com os bombeiros, as chamas começaram em um dos quartos do imóvel. Nenhum morador estava no local.

Outro caso de incêndio, também em Cariacica, aconteceu na casa de Samuel Neves Moraes e Evaneide Araújo dos Santos. O casal estava em um bar quando um vizinho ligou avisando sobre o fogo. As duas cadelas da família ficaram na residência. Uma delas morreu após se esconder no banheiro. 

Leia também: Casal que perdeu tudo após incêndio em Cariacica pede ajuda para recomeçar

Como evitar tragédias

Diante de tantos casos de incêndio em ambientes residenciais, a tenente Adresa do Corpo de Bombeiros, explicou como proceder em casos de fogo na botija de gás.

A tenente afirmou que o primeiro passo é conferir o prazo de validade da mangueira e do registro. Caso o morador sinta o cheiro do gás, o espaço precisa ser ventilado.

"É preciso abrir portas, janelas e ventilar esse ambiente para não ter risco de explosão. Se esse gás estiver em uma concentração ideal e eu fornecer alguma fonte de calor, temos o risco de acontecer uma explosão no local".

Ela afirmou que os casos de explosão de botijas de gás são raros. O que geralmente acontece é o vazamento de gás e em alguns casos o surgimento de chamas. Nesses casos, a orientação é observar em qual direção o fogo está indo, se abaixar com cuidado, estancar o gás e desligar a botija.

O corpo de bombeiros orienta que não se deve usar sabão ou sabonete e nem riscar fósforo como teste de vazamento.

"Muitas pessoas utilizam fósforo para checar se há um vazamento ou não. Isso não é recomendado porque se o gás estiver vazando em grande quantidade vai haver chamas podendo causar queimaduras na pessoa. Também nunca deve-se utilizar sabão para conter os vazamentos porque após dias, esse sabão resseca e o gás vai continuar vazando".

Caso o vazamento não aconteça no registro ou na mangueira e sim na própria botija, a tenente indica que a pessoa que detectou o problema entre em contato com a distribuidora de gás ou acione o Corpo de Bombeiros para que os profissionais sigam até o local e façam uma avaliação.

Para quem deseja ajudar a família, o telefone da comerciante Maria Aparecida é (27) 9 9929-3041.

* Com informações do repórter Waslley Leite, da TV Vitória/RecordTV

Últimas