Folha Vitória VÍDEO | Crime em Santa Maria de Jetibá: suspeito questiona PM durante prisão: "flagrante ainda?"

VÍDEO | Crime em Santa Maria de Jetibá: suspeito questiona PM durante prisão: "flagrante ainda?"

Ele foi encontrado com roupas limpas e não apresentava ferimentos

Folha Vitória

Um vídeo divulgado pela Polícia Militar mostra o momento em que o homem suspeito de esfaquear a esposa e duas enteadas, em Santa Maria de Jetibá, foi preso no final da tarde desta segunda-feira (21).

Segundo a polícia, Valdenir Plaster estava em uma propriedade rural de Alto São Luiz. À reportagem da TV Vitória/Record TV, uma fonte afirmou que ele foi encontrado com roupas limpas e não apresentava ferimentos.

O crime aconteceu neste domingo (20). O suspeito teria discutido com a esposa e, durante a confusão, a esfaqueou. A mulher começou a gritar por socorro. As filhas, que moram próximo ao local, correram para ajudar a mãe.

O suspeito também esfaqueou as jovens. Angélica Oto, de 23 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Já a mãe dela, Evanilda Oto, de 45 anos, e a irmã, de 14 anos, foram socorridas e levadas para um hospital da Grande Vitória.

Foto: Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Valdenir Plaster já havia sido preso. Segundo a Secretaria de Justiça do Espírito Santo, ele tinha passagens por lesão corporal, envolvimento com drogas e posse de arma de fogo. Ele foi preso entre 2013 e 2019.

A família da vítima contou que o relacionamento dele com as enteadas era conturbado. Para evitar novos atritos na família, Angélica e Fernanda moravam em uma casa próximo à residência da mãe.

Irmãs foram esfaqueadas ao tentar socorrer a mãe

O crime aconteceu neste domingo (20), em Santa Maria de Jetibá, na região Serrana do Espírito Santo. De acordo com a polícia, a Evanilda e o Valdenir teriam discutido. No meio da confusão, a mulher acabou esfaqueada com um facão.

A vítima começou a gritar para pedir ajuda. As filhas, que moram próximo ao local, ouviram os gritos da mãe e correram para ajudar. Elas acabaram feridas.

Após o crime, o suspeito abandonou a caminhonete na casa de Evanilda e fugiu com a moto de Angélica.

A adolescente ainda estava lúcida quando os policiais chegaram. Ela contou aos militares, com muita dificuldade, que ela e a irmã foram tentar defender a mãe das agressões do padrasto.

Vizinhos contaram que outra irmã, uma menina de apenas 8 anos, presenciou o crime, mas não ficou ferida. A criança está com familiares.

Leia também:
>> Suspeito de matar enteada não demonstra arrependimento, diz PM
>> Suspeito já esfaqueou o pai e matou outra pessoa, diz polícia

Últimas