Folha Vitória VÍDEO | Funcionário é detido após roubar mais de 160 celulares em Viana

VÍDEO | Funcionário é detido após roubar mais de 160 celulares em Viana

Imagens de câmeras de segurança do estabelecimento registraram o momento em que o suspeito escondia um aparelho para poder cometer o crime

Folha Vitória

Um funcionário de um Centro de Distribuição localizado em Viana foi preso acusado de furtar celulares. De acordo com a polícia, ele cometia o crime há pelo menos dois meses. 

A polícia informou que o homem, de 49 anos, roubou 162 celulares de última geração. A empresa só notou a ausência dos aparelhos quando foi checar o estoque físico e aqueles registrados no sistema. O prejuízo foi de R$ 850 mil. 

Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Mais de 160 celulares são roubados de um centro de distribuição, no município de Viana. 

As imagens registradas por câmeras de segurança do estabelecimento mostram um desses furtos. O suspeito pega uma caixa de celular que está na parte da frente de uma prateleira e esconde no fundo para depois levar embora sem ninguém ver. 

De acordo com o delegado Gianno Trindade, o homem aproveitava a autorização que tinha para circular pelo estoque para cometer os furtos. 

"Ele passou a usar a seguinte estratégia: ele tirava da anotação específica o aparelho celular que ele escolhia, sempre aparelhos de última geração, colocava ao fundo da prateleira e depois retirava o celular," explicou o delegado.

A polícia informou que o suspeito vendia os aparelhos para receptadores no valor de R$ 2.500. Ao todo, 29 celulares foram recuperados. As equipes da Delegacia Especializada de Segurança Patrimonial chegaram ao homem por meio de depoimentos e transferências por Pix. 

"Esse indivíduo é pego pelo sistema de videomonitoramento. Diante de um trabalho de recuperação de 29 celulares, valor total de R$ 200 mil, conseguimos chegar ao principal receptador," informou o delegado. 

Ainda de acordo com a polícia, com a venda dos telefones, o homem juntou cerca de R$ 450 mil. Ele pediu demissão da empresa e solicitou ao RH que adiantasse todo o processo, o que levantou suspeitas. 

O funcionário fugiu para Goiás, mas retornou ao Espírito Santo. Como já estava sendo monitorado pela polícia, nesta terça-feira (10), foi detido enquanto estava em uma pracinha de Viana. 

*Com informações da repórter Gabriela Valdetaro, da TV Vitória / Record TV.

Últimas