Folha Vitória VÍDEO| Grávida ferida com chave de fenda: 'Gritei pela minha mãe e ele me agrediu'

VÍDEO| Grávida ferida com chave de fenda: 'Gritei pela minha mãe e ele me agrediu'

Em entrevista, mulher assaltada dentro do próprio apartamento em prédio de luxo na Enseada do Suá diz que viveu "filme de terror"

Folha Vitória
Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Depois do susto e medo que passou ao ser agredida dentro do próprio apartamento na Praia do Suá, a médica de 34 anos e grávida de sete meses,  relatou com exclusividade, para a equipe da TV Vitória/ Record TV, os momentos de tensão que vivenciou. Ela e a mãe chegaram a ser amarradas na cama pelo criminoso. 

"Estava descansando quando a porta do meu quarto abriu e um jovem, bem vestido e com a chave de fenda nas mãos pediu que eu ficasse quieta. Na mesma hora gritei pela minha mãe e ele me agrediu", disse a médica. "Não dormi à noite, fiquei muito preocupada e repassando a cena várias vezes na minha cabeça ". 

O crime aconteceu na tarde desta quinta-feira (11), por volta das 13h30 quando o suspeito arrombou, roubou e agrediu a vítima com golpes de chave de fenda. A ação durou aproximadamente 30 minutos. De acordo com ela, ele levou joias, celulares e aproximadamente R$ 3 mil reais. E enquanto fazia o assalto, ele conversava com uma outra pessoa pelo telefone. 

Leia mais: Vídeo mostra homem que invadiu prédio de luxo e agrediu grávida com chave de fenda em Vitória

"Deu a entender que a segunda pessoa estava a caminho do meu apartamento, mas ligou para a torre errada e não conseguiu chegar aqui". A médica disse que estava aguardando o horário para o início da atividade física que faz em razão da diabete gestacional quando foi atacada. Disse ainda que ele só parou de agredí-la quando falou que está grávida, mas mesmo assim a ameaçou, mandando ficar quieta. 

"Ouvi ele mexendo na cozinha e fiquei com medo de ele pegar facas", confessou. 

Foto: Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Segundo as imagens registradas pelo circuito interno, um comparsa aguardava pelo criminoso do lado de fora do condomínio. Os dois fugiram em um veículo prata. A polícia militar foi acionada para atender a ocorrência, mas os suspeitos ainda não foram identificados.

A pediatra acredita que eles já tinham informações sobre o apartamento e espera que pague pelo o que fez. "Eu moro no 25º andar e ele subiu até aqui pela escada, não foi aleatório. Ele sabia o que estava fazendo. Espero que ninguém passe pelo que passei. Foi um filme de terror", lamentou.  

Assim que ele foi embora, ela explicou que aguardou uns cinco minutos, se esforçou para pegar um canivete que estava no aparador, ao lado da cama,  e cortou o cadarço usado na amarração, desceu e ligou para a polícia e para o marido. 

A grávida teve ferimentos nas pernas e nos braços. Ela foi encaminhada para um hospital para fazer exames e passa bem.

*Com informações da repórter Rafaela Freitas / TV Vitória 

Últimas