Folha Vitória VÍDEO | Polícia apreende drogas com ajuda de cadela em Vila Velha

VÍDEO | Polícia apreende drogas com ajuda de cadela em Vila Velha

A Polícia apreendeu buchas de maconha, cocaína, haxixe, pedras de crack, munição, dinheiro e uma droga conhecida como PAC

Folha Vitória

Policiais da Força Tática de Vila Velha apreenderam uma grande quantidade de drogas durante uma ação em uma casa da região de Primeiro de Maio. Na abordagem, seis pessoas foram detidas, entre eles, cinco adolescentes. 

A apreensão foi possível graças à cadela Kora. Nas imagens registradas pelos policiais, a cadela consegue farejar o odor e localizar o local em que as drogas estavam escondidas. Uma parte foi encontrada atrás de um bloco de concreto.

No vídeo também é possível ver quando Kora localiza um pacote de drogas, que estava armazenado no encanamento da casa. De acordo com o chefe da guarnição da Força Tática, Cabo Fanticelli, o apoio do cão farejador é fundamental para encontrar materiais escondidos em pontos estratégicos. 

"Eles tentam inovar a cada dia colocando (as drogas) em locais impensáveis para a gente não achar. Essa ferramenta do cachorro é essencial para o nosso serviço, porque com o cachorro não tem como: ele achou o cone de odor, ele vai achar (a droga). Não tem como não encontrar" destacou. 

Ao todo, os policiais apreenderam 574 buchas de maconha, 135 pinos de cocaína, 139 pedras de crack, 10 bolas de haxixe, material para embalo das drogas, dinheiro, munição e até um entorpecente novo, conhecido como PAC.

"Essa droga foi indicada pela policial Kora e chamamos ela de 'PAC' que são bolinhas de haxixe misturada com fumo e adoçado com mel. É uma droga nova e muito cara, custando R$ 50 uma bucha. O público alvo deles (vendedores) são os playboys, como eles chamam, pessoas que têm bastante dinheiro para comprar", explicou o chefe da guarnição. 

Todo o material foi encontrado em uma casa do bairro Primeiro de Maio, em Vila Velha. Segundo a polícia, uma região de forte confronto do tráfico de drogas. 

Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
A cadela Kora conseguiu farejar as drogas que foram encontradas no encanamento de uma casa em que seis indivíduos vendias  e traficavam drogas. 

"É um local de intenso tráfico de drogas. Ali acontece uma guerra intensa pelo domínio do tráfico e estamos trabalhando para tentar inibir essa ação. Infelizmente, a gente não consegue estar em todos os lugares ao mesmo tempo", disse o policial.

A ação policial foi feita em um patrulhamento de rotina

As drogas foram apreendidas durante um patrulhamento de rotina da Força Tática na região, conhecida como QG. Os militares viram dois homens em uma casa. Quando os suspeitos viram as viaturas, um deles que estava no segundo andar da residência fez sinal para o comparsa fugir. 

"A gente viu que ele (suspeito) passou a informação para correr. Então, desembarcamos para fazer a abordagem. Quando chegamos no portão, sentimos um cheiro muito forte de maconha, como se estivessem fazendo uso da droga. Pelo portão, vimos um pacote no chão que parecia ser o que chamamos de carga de maconha. Isso motivou a nossa entrada. Adentramos a residência e, no segundo andar, encontramos seis indivíduos", contou Fanticelli.

Entre as seis pessoas detidas pela PM, cinco eram adolescentes, sendo três meninos e duas meninas, e um rapaz de 20 anos. Para os policiais, o suspeito disse que era o dono da casa e que o local era usado para consumo de drogas.

A polícia não descarta a possibilidade de que o local funcionasse como ponto de venda e distribuição de drogas. Por ser uma área de tráfico intenso, os militares contam com a população para que denunciem a criminalidade. 

A Polícia Civil informou que o suspeito de 20 anos foi autuado em flagrante pelo crime de tráfico de drogas, com aumento de pena por ter participação de criança ou adolescente. Ele já foi encaminhado para o presídio.

Os adolescentes assinaram um boletim circunstanciado por ato infracional semelhante ao crime de posse de drogas para consumo próprio. Os cinco já foram entregues à família. 

*Com informações da repórter Gabriela Valdetaro, da TV Vitória / Record TV.

Últimas