Folha Vitória VÍDEO | Seis casas são desocupadas após prédio de três andares desabar em Vila Velha

VÍDEO | Seis casas são desocupadas após prédio de três andares desabar em Vila Velha

O Corpo de Bombeiros continua trabalhando no local. Cinco pessoas, sendo quatro da mesma família, podem estar soterradas

Foto: Rafaela Freitas/ TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Seis casas vizinhas ao prédio de três andares que desabou na manhã desta quinta-feira (21), no bairro Cristóvão Colombo, em Vila Velha, foram desocupadas após uma vistoria da Defesa Civil. Cinco pessoas, sendo quatro da mesma família, podem estar soterradas. 

O desabamento aconteceu por volta das 7h30 e a residência da família, construída durante anos, virou escombros em poucos segundos.

Vizinhos ouviram um grande barulho minutos antes do prédio cair. A explosão foi tão forte que danificou várias residências vizinhas, deixando portão e janelas de vidro quebradas. 

Moradores da região contaram que no primeiro andar do prédio mora um senhor de 68 anos, a filha dele e a neta. No segundo andar, mora a outra filha do idoso e a filha dela, que não dormia no local. 

Uma amiga estaria dormindo no primeiro andar da residência. Sendo assim, cinco pessoas podem estar embaixo dos escombros, sendo quatro da mesma família. 

As buscas já duram mais de 3 horas e cães farejadores estão auxiliando as equipes, na tentativa de localizar as vítimas. Segundo o tenente-coronel do Corpo de Bombeiros, Carlos Wagner, duas vítimas estão conversando com as equipes. 

"Estamos tirando os escombros que estão por cima. Não podemos usar máquinas grandes, pois as vítimas estão dentro de um bolsão de ar, então qualquer movimento pode ser perigoso. Elas estão conscientes e estamos verbalizando com elas", explicou o tenente-coronel. 

"Até o momento, sabemos que são duas vítimas. No entanto, após uma varredura dos nossos cães, pode ser que encontremos outras. Os trabalhos continuam, sem previsão de término. As equipes são as mesmas que foram para Brumadinho, Mariana e Petrópolis, então estamos com o nosso melhor na ocorrência para resgatar essas vítimas", disse Carlos Wagner. 

Crea-ES fará vistoria no prédio ainda nesta quinta-feira

Especialistas do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo (Crea-ES) estarão no local, na manhã desta quinta-feira (20), para realizar vistorias técnica e fiscal. 

A equipe de engenheiros do Crea-ES vai verificar a causa do desabamento, se há registros sobre a construção como projetos, anotações de responsabilidade técnica (ARTs) e se, durante a construção, a obra foi acompanhada por profissional ou empresa legalmente habilitado e executada dentro das normas e da legislação vigente.

A recomendação para a ação foi dada pelo presidente do Crea-ES Engenheiro Jorge Silva, que acompanhará a operação de perto. “Nossa função é a fiscalização do exercício profissional, mas nossa atuação tem ido além, educando, orientando e contribuindo para a elucidação de incidentes como esse, que tem vitimado a sociedade.

Com informações da repórter da TV Vitória/Record TV, Rafaela Freitas. 

Últimas