Folha Vitória VÍDEO | Trio suspeito de latrocínio na Serra é preso; um dos suspeitos é motorista de aplicativo

VÍDEO | Trio suspeito de latrocínio na Serra é preso; um dos suspeitos é motorista de aplicativo

O motorista de app é apontado pela polícia como mentor dos crimes e responsável por dar fuga aos comparsas

Folha Vitória

Os três suspeitos de cometerem um roubo seguido de morte em Jacaraípe, na Serra, foram presos. Um deles, Fernando Dias Costas, de 43 anos, é motorista de aplicativo e suspeito de ser o mentor do crime.

O latrocínio aconteceu no último dia 19 de agosto. Câmeras de segurança mostram os três assaltantes invadindo uma lanchonete. Veja como foi o crime:

As imagens mostram os três homens invadindo a lanchonete. O suspeito, de blusa listrada, Matheus Pereira Machado, de 27 anos, estava armado e morreu minutos depois da invasão. 

O jovem de blusa azul tem 18 anos e já foi preso. O outro suspeito que está de roupa preta e boné é menor de idade e estava armado com um simulacro. O motorista de aplicativo não aparece no vídeo porque, segundo a investigação, estava em uma rua próxima, esperando para dar fuga.

Dentro da lanchonete havia um casal, uma funcionária e o dono do estabelecimento, que também era policial militar. 

Os suspeitos entraram e rapidamente anunciaram o assalto. O PM reagiu e começou a troca de tiros. Matheus atirou contra ele e fugiu correndo. O dono do estabelecimento e PM foi atrás.

Durante a troca de tiros, o chapeiro Gleidson Lúcio Moreira, de 26 anos, estava na cozinha com mais três colegas de trabalho. Ele estava olhando a movimentação por um buraco na parede, mesmo assim foi atingido por um tiro que passou pelo buraco e o atingiu no peito.

Foto: Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Delegado explica a dinâmica do crime

No mesmo dia do crime, Fernando e a esposa ficaram desesperados. Eles tentaram a qualquer custo esconder as provas. Segundo informações da polícia, o motorista de aplicativo orientou a companheira a registrar um boletim de ocorrência falso em uma delegacia.

A mulher contou aos policiais que o HB20 branco usado no crime teria sido furtado. Além do registro, o casal queimou o automóvel.

O delegado Gianno Trindade explicou que o motorista era quem realizava as locações do veículo, por meio da esposa. "Ele orquestrava e arquitetava, era o mentor intelectual dos assaltos", disse.

Ainda segundo Trindade, o suspeito se associava a criminosos pertencentes ao tráfico do Bairro da Penha, na Capital, para cometer os assaltos. "As investigações demonstram que visavam um lucro e capitalização do próprio tráfico de drogas", disse o delegado.

Suspeito já tinha passagens pela Justiça

O delegado tambpen explicou como o suspeito de 18 anos foi preso e o adolescente foi apreendido. O maior já tinha passagem na Justiça por dois assassinatos cometidos quando ainda era um adolescente.

Segundo Gianno Trindade, a apreensão do adolescente aconteceu no Bairro de Fátima, na Serra. Os policiais só teriam chegado até o jovem porque a mãe dele percebeu estarem atrás dele e tentou avisá-lo.

Por causa do aviso, o adolescente ficou desesperado e começou a pular nos telhados de casas vizinhas. No entanto, um deles cedeu e ele caiu dentro da residência de um morador da região, que deixou a polícia entrar e apreender o suspeito. 

De acordo com o delegado, os rapazes foram conduzidos à delegacia também no dia 19 de agosto.

Crime na Praia do Canto

Foto: Reprodução/ Polícia Civil
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Fernando Dias Costas é motorista de aplicativo e planejava e comandava a execução de crimes na Grande Vitória.

Segundo a polícia, o motorista de aplicativo também participou e planejou um assalto violento que aconteceu em uma loja de celulares, na Praia do Canto, em Vitória, no dia 23 de maio.

Fernando, segundo a PC, era responsável por dar fuga aos companheiros. Todos os crimes tinham relação com o tráfico de drogas.

De acordo com o delegado Gianno Trindade, a polícia conseguiu a prisão de Fernando por meio de um mandado de prisão em aberto, que foi realizado após a tentativa de latrocínio na Praia do Canto.

"Diante desse mandado de prisão nossa equipe foi ao bairro São Diogo I e conseguimos efetuar dentro de um condomínio essa prisão. Ele estava dormindo no momento e nós o conduzimos à delegacia, aonde ele confessa os fatos", explicou o delegado.

*Com informações da repórter Marla Bermudes, da TV Vitória/Record TV

Últimas