Folha Vitória Vila Velha aumentará fiscalização no município nos próximos dias

Vila Velha aumentará fiscalização no município nos próximos dias

Mesmo com as determinações, ainda foi possível encontrar alguns estabelecimentos em funcionamento

Folha Vitória
Foto: Reprodução / TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Um início de semana completamente atípico para quem está acostumado com a agitação do Polo de Modas da Glória, em Vila Velha. Nesta segunda-feira (29), as ruas estavam vazias e os comércios fechados. No primeiro dia útil das novas medidas de restrição, a maior parte dos comerciantes obedeceu ao decreto estadual.

O Secretário de Defesa Social e Trânsito de Vila Velha garantiu que as fiscalizações vão aumentar nos próximos dias. "Durante a semana nós vamos manter o nosso esforço. Já bloqueamos a entrada dos bolsões de estacionamento. Vamos intensificar a presença na praia a partir de quinta-feira como aconteceu no final de semana passado para que a gente consiga manter essa orientação".

No município de Vitória, alguns comércios classificados como não essenciais, estavam em pleno funcionamento, prática que desrespeita a determinação do governo estadual.

Um desses exemplos foi uma loja que vende capas de celulares. O estabelecimento estava com as portas abertas e atendendo clientes na Avenida Jerônimo Monteiro, na capital.

Foto: Reprodução / TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Loja que vende capa de celular estava aberta durante o fechamento total na Glória, em Vila Velha

Aumento de restrições

Com o intuito de frear o contágio da covid-19 e amenizar o problema da falta de leitos nos hospitais públicos do Estado, o Governo do Espírito Santo resolveu fechar totalmente os comércios que não oferecem serviços essenciais, mantendo abertas apenas farmácias e supermercados. Lojas de auto peças para veículos, oficinas mecânicas, postos de combustíveis e alguns outros pontos também foram considerados serviços essenciais. 

Nesta semana, o Governo aumentou as restrições proibindo a abertura de bancos, casas lotéricas, financeiras e lojas de material de construção. O objetivo do governo é conter as aglomerações, mas para evitar a propagação do coronavírus também é preciso que cada cidadão colabore. 

* Com informações da repórter Milena Martins, da TV Vitória/RecordTV

Últimas