Folha Vitória Vila Velha pode perder mais de 500 doses de vacina após problema em refrigerador

Vila Velha pode perder mais de 500 doses de vacina após problema em refrigerador

A prefeitura informou que as doses foram encaminhadas para análise de qualidade, cujo procedimento dura em média 30 dias

Folha Vitória
Foto: Agência Brasil/ Tânia Rêgo
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Em meio a corrida pelas vacinas contra o coronavírus, 547 doses do imunizante podem ser perdidas em Vila Velha. Isso pode ocorrer por conta de uma alteração de temperatura na rede de frios da Unidade de Saúde do bairro Vila Batista.

A prefeitura do município informou, por meio de nota, que as doses foram encaminhadas para análise de qualidade, cujo procedimento dura em média 30 dias. A Secretaria Municipal de Saúde informa, ainda, que não houve registro de perda de vacinas. Também não foi especificado qual tipo de imunizante foi enviado para a análise, se são doses de Coronavac ou da vacina de Oxford/AstraZeneca.

De acordo com o painel de vacinação, disponibilizado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), 207.420 mil doses já foram distribuídas no Espírito Santo. Até o momento, 98.887 pessoas do grupo prioritário já receberam a primeira dose do imunizante e 65 já receberam a segunda dose. Fazem parte deste grupo, idosos com idade superior a 90 anos, trabalhadores da área de saúde, indígenas e idosos que residem em Instituições de Longa Permanência (ILPI).

A Sesa informou que recebeu uma notificação da prefeitura de Vila Velha na última sexta-feira (12) sobre excursão de temperatura de uma câmara de refrigeração da rede de frios do município. Também esclareceu que orientou a secretaria municipal a separar as doses e enviar para análise do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS).

Últimas