Vitória libera funcionamento de feiras comunitárias e Programa Artes na Praça

O funcionamento das feiras seguirá cronograma previamente estabelecimento. Já a tradicional feira de artesanato e alimentos da Praça dos Namorados volta a funcionar no sábado (15), das 18 às 22 horas

Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A Prefeitura de Vitória publicou no Diário Oficial do Município da segunda-feira (10) o decreto que libera a realização das feiras comunitárias e do Programa Artes na Praça feira da Praça dos Namorados.

O documento contempla um conjunto de normas de segurança sanitária e de distanciamento social enquanto perdurar a situação de emergência de saúde pública em razão da pandemia do novo coronavírus.

Entre as regras de funcionamento, estão o distanciamento de 2 metros entre as barracas, uso obrigatório de máscaras entre expositores e clientes, disponibilização de álcool em gel 70%, além de instalação de barreiras de proteção do balcão e dos recipientes de alimentos, de modo a não deixá-los expostos.

O decreto estabelece, ainda, a proibição do consumo imediato no local e a comercialização de bebidas alcoólicas, com vistas a evitar a permanência e a aglomeração de pessoas nos locais.

Expositores com mais de 60 anos ou que se enquadrem nos grupos de risco de contágio do novo coronavírus, segundo orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), não poderão atuar.

O funcionamento das feiras seguirá cronograma previamente estabelecimento. Já a tradicional feira de artesanato e alimentos da Praça dos Namorados volta a funcionar no sábado (15), das 18 às 22 horas.

Regras

Segundo o diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento, Turismo e Inovação de Vitória (CDTIV), Renzo Nagem, a retomada das feiras comunitárias em Vitória se tornou possível após Vitória ser classificada como risco médio de transmissão e seguirá todas as regras de segurança sanitária para evitar o contágio da Covid-19.

"Expositores com mais de 60 anos e do grupo de risco, bem como pessoas com quadro de síndrome gripal, deverão continuar afastados, mas poderão indicar outras pessoas para substituí-los em sua função. Além disso, os expositores não poderão disponibilizar bancos, mesas, cadeiras e nem disponibilizar alimentos para degustação”, destaca.