Folha Vitória Youtuber investigado por lavagem de dinheiro é preso e carros de luxo são apreendidos no DF

Youtuber investigado por lavagem de dinheiro é preso e carros de luxo são apreendidos no DF

Segundo as investigações, o grupo atuava desde 2021 no sorteio de veículos através de rifas e fazia a lavagem do dinheiro através de empresas de fachada

Folha Vitória
Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Na manhã desta segunda-feira (21), o youtuber e empresário Kleber Rodrigues de Moraes foi detido pela Polícia Civil, por integrar uma associação criminosa interestadual que praticava jogo de azar e lavagem de dinheiro. 

Além de Kleber, outras três pessoas também foram presas. A operação foi nomeada como Operação Huracán, da DRF/Corpatri, e tem como intuito cumprir os  mandados de prisão e de busca e apreensão em Águas Claras, no Guará e em Samambaia.

Segundo as investigações, o grupo atuava desde 2021 no sorteio de veículos através de rifas e fazia a lavagem do dinheiro através de empresas de fachada e "testas de ferro". O esquema, de acordo com a polícia, "era altamente lucrativo e apurou-se que os criminosos movimentaram R$ 20 milhões em apenas dois anos."

Leia também: Incêndio atinge apartamento de prédio na Praia da Costa

As investigações apontaram ainda que Kleber era quem liderava o grupo. Com mais de 1,4 milhões seguidores no Instagram, pelas redes sociais o empresário promovia rifa de veículos de forma proibida. 

Os veículos eram preparados com rodas, suspensão e som especiais e as rifas eram anunciadas em um site eletrônico. 

"O dinheiro das rifas ilegais era lavado em empresas de fachada e depois utilizado na aquisição de veículos e propriedades de alto luxo. O ajuste criminoso era estável e capitaneado por 'influenciadores digitais', que arrastavam milhares de seguidores com o falso discurso de legalidade das rifas de veículos", detalha Fernando Cocito, diretor da DRF.

Diante a autorização judicial, foram apreendidos veículos de luxo, entre eles um Lamborghini Huracan e uma Ferrari 458 Spider, avaliados, cada um, em R$ 3 milhões. Também foi sequestrada uma mansão no Park Way e determinado o sequestro de R$ 10 milhões das contas dos investigados.

Com informações do Portal R7

Últimas