Cidades Funjope promove no mês de agosto Festival Barril de Cultura na Casa da Pólvora

Funjope promove no mês de agosto Festival Barril de Cultura na Casa da Pólvora

A Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) está organizando, por meio do Centro Cultural Casa da Pólvora, o Festival Barril de Cultura, um evento com a mostra dos 28 projetos aprovados no edital de 2019/2020 para ocupação do espaço. Os artistas farão apresentações envolvendo dança, exposições, saraus e artes visuais. A abertura será no dia […]

Portal Correio
Casa da Pólvora (Foto: Divulgação)

A Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) está organizando, por meio do Centro Cultural Casa da Pólvora, o Festival Barril de Cultura, um evento com a mostra dos 28 projetos aprovados no edital de 2019/2020 para ocupação do espaço. Os artistas farão apresentações envolvendo dança, exposições, saraus e artes visuais. A abertura será no dia 19 de agosto, às 16h, e o evento, que será de quinta a domingo, se estende até 26 de novembro.
 
A experiência que será realizada na Casa da Pólvora, no mês de aniversário de João Pessoa, faz parte de um compromisso estabelecido pela Funjope, junto com os artistas, para que fosse possível realizar um edital que foi julgado, avaliado e concluído no ano de 2019, mas não tinha sido concretizado.
 
“Desde o início do ano, quando assumimos a direção da Funjope, anunciamos para os artistas que não iríamos deixar de lado esse edital. Nós entendemos que eles se esforçaram para desenvolver seus projetos, participaram de um concurso e conquistaram essa premiação. Não seria justo simplesmente abandonar”, observou o diretor-presidente da Funjope, Marcus Alves.
 
Há alguns meses, a Funjope e os artistas têm conversado sobre o melhor momento e a melhor forma de realizar o edital. “Agora, a partir da flexibilização das atividades na cidade, vamos começar a desenvolver todos os projetos que foram premiados em 2019. E o início será com o grupo de artistas que se apresenta no mês de agosto”, disse.
 
Para Marcus Alves, esta é uma forma de retomar as atividades com todas as precauções no que diz respeito ao controle de segurança sanitária em razão da pandemia da Covid-19. “Temos consciência de que pequenas exposições, experiências estéticas, não provocam aglomeração, e vamos garantir a entrada controlada de pessoas”, assegurou.  
 
O conceito de Barril de Cultura, englobando todas as 28 experiências aprovadas num só projeto, foi desenvolvido junto com os artistas. Mês a mês, acontecerão atividades nas diversas áreas que foram aprovadas. “A Funjope, assim, dá um passo no sentido de dar segurança para os artistas de que os projetos terão continuidade”, afirmou.  

Últimas