Gazeta Digital Casal obrigava filha adotiva a participar de relações sexuais 

Casal obrigava filha adotiva a participar de relações sexuais 

abuso/estupro

abuso/estupro

Gazeta Digital

Pai e mãe acusados de abusar sexualmente da filha adotiva há mais de 8 anos foi preso pela Polícia Judiciária Civil, nesta sexta-feira (15), em ação do Núcleo de Defesa da Mulher e Crimes Sexuais de Sorriso (442 km ao Norte). Na residência do casal, investigado pelos crimes de estupro de vulnerável e pedofilia, foram apreendidos aparelhos e mídias digitais relacionadas ao crime.

Leia também - Pai estupra filha de 4 anos enquanto mãe estava internada

Os suspeitos, V.H.S., 51, e D.A.R.S., 46, tiveram mandados de prisão decretados pela Justiça por estupro de vulnerável, em virtude de investigação da Delegacia de Sorriso, coordenada pelo delegado, Nilson André Farias de Oliveira.

Segundo as investigações, os pais adotivos obrigavam a filha, atualmente com 14 anos de idade, a participar de relação sexual com eles desde os 6 anos de idade. De acordo com as informações levantadas, há 20 anos, o suspeito V.H.S. também estuprou o próprio irmão, que à época ainda era criança.

Após o Ministério Público e o Poder Judiciário acatarem o pedido de prisão preventiva, os policiais do Núcleo de Defesa da Mulher e Crimes Sexuais de Sorriso diligenciaram até a propriedade dos suspeitos, no município de Ipiranga do Norte, onde foi dado cumprimento aos mandados.

Na residência do casal, foram apreendidos 10 aparelhos celulares, duas máquinas digitais e uma CPU, que passarão por perícia, para apurar o envolvimento do casal com crimes de pedofilia.