Empresário baleado em roubo no Itaú morre em hospital

Carlos Lock

Carlos Lock

Gazeta Digital

Empresário Carlos Lock, 62, morreu na noite de quinta-feira (3), em uma unidade de saúde de Cuiabá, após dois dias internado em estado grave. Ele foi baleado em uma tentativa de roubo na porta de um banco localizado na avenida Fernando Corrêa da Costa, na terça-feira (1).

As informações foram confirmadas pela família do empresário, que até então, fazia uma campanha de doação de sangue nas redes sociais. Após ser atingido por um tiro no tórax, foi levado para o hospital e precisou passar por uma cirurgia. 

Leia também - Professor é acusado de estuprar aluna de 7 anos em Cuiabá

Carlos era dono de um posto de combustível localizado na avenida Miguel Sutil. Deixa esposa e filhos, que lamentaram a morte do empresário. “É com pesar que informo o falecimento do meu pai, Carlos Lock. Obrigada a todos que ajudaram na doação, doando ou divulgando, que oraram, mandaram boas energias, fizeram o possível. Obrigada, obrigada a todos e principalmente ao meu pai, que lutou tanto para voltar para nós”, disse uma das filhas de Lock em rede social.

Ainda na quinta, um dos suspeitos de participar do crime foi preso pela polícia. O homem de 30 anos foi levado para a Central de Flagrante e, em seguida, para a Delegacia de Roubos e Furtos, onde será ouvido.

No dia do crime ele estava em um veículo identificado com o auxilio de câmeras de segurança. Outros 3 suspeitos estão sendo procurados.

Latrocínio

Carlos chegou na agência com uma maleta de dinheiro, que seria depositado. Quando passava pela porta, foi abordado por bandidos. A Polícia Militar informou que ele teria reagido e foi baleado pelos bandidos, que fugiram sem levar nada.

Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e encaminhou o empresário para uma unidade de saúde.