Paranatinga decreta estado de emergência por causa de incêndios

O município de Paranatinga (373 km ao sul de Cuiabá) decretou nesta terça-feira (17) estado de emergência por causa dos prejuízos financeiros e à saúde causados pelas queimadas na região. Paranatinga é o quinto município a oficializar a situação de emergência em Mato Grosso.

O estado de emergência já foi decretado em Cuiabá, Chapada dos Guimarães (67 km ao norte da Capital), Novo São Joaquim (485 km a leste) e Canabrava do Norte (1.215 km a nordeste). Segundo registros do Instituto Nacional de Pesquisas (Inpe), apenas em setembro Mato Grosso teve mais de 8 mil focos de calor.

Leia também - Mato Grosso tem 28 municípios com alto índice de incêndios

Desse total, Paranatinga lidera o ranking entre os municípios, com 450 focos de fogo. Na comparação entre os municípios de todo o país, Paranatinga está em sétima colocação.

A situação mais grave em Paranatinga é no Distrito de Santiago do Norte, a 160 km da zona urbana, o que dificulta o acesso dos profissionais para apagar o fogo. No Distrito, moradores do Assentamento Apronorte foram os mais afetados, com incêndio em propriedades inteiras e até uma família que perdeu inclusive a casa onde morava.

Mais de 5 mil hectares foram atingidos na região e o fogo atingiu fazendas e chácaras, matando animais e destruindo lavouras. A saúde dos moradores do Distrito também foi prejudicada por causa da fumaça intensa, que foi responsável pela suspensão temporária das aulas da escola na comunidade.

Veja fotos do Distrito de Santiago do Norte