grevecaminhoes
Cidades Infraero registra mais de 50 voos cancelados em todo o país 

Infraero registra mais de 50 voos cancelados em todo o país 

Companhias aéreas adotam plano de contingência e recomendam que passageiros remarquem viagens sem cobrança de taxas

Aeroporto de Recife é um dos mais afetados pela greve de caminhoneiros

Aeroporto de Recife é um dos mais afetados pela greve de caminhoneiros

Marlon Costa/Futura Press/Estadão Conteúdo

As principais companhias aéreas que operam no País registraram cancelamentos em voos em decorrência da paralisação de caminhoneiros que protestam contra o aumento do preço do óleo. De acordo com a Infraero, há registros de pelo menos 53 voos cancelados. O número equivale a pelo menos 11,83%.

Segundo a empresa estatal, os atrasos são decorrentes de diversas razões, inclusive, em função do desabastecimento. Na manhã do sábado, a Infraero também informou que 11 aeroportos em todo o país estão com falta de combustível.

Estão listados pela estata os aeroportos de Carajás (PA), São José dos Campos (SP), Uberlândia (MG), Ilhéus (BA), Campina Grande (PB), Juazeiro do Norte (CE), Recife (PE), Maceió (AL), Vitória (ES), Palmas (TO) e Goiânia (GO).

A Gol informou que dois voos foram cancelados neste sábado (26). A empresa afirmou também que continua aplicando medidas de contingência em toda a operação. "Os passageiros impactados por esses cancelamentos poderão procurar a companhia para remarcar suas viagens, sem a cobrança de taxas e de acordo com a disponibilidade." 

Os voos cancelados realizariam os trajetos de Brasília a Teresina e de Teresina a Brasília. Além desse, também foi cancelado o voo que faria Recife para Fortaleza e de Fortaleza para Natal.

A Latam Linhas Aéreas informou que as restrições de abastecimento de combustível provocadas pela greve dos caminhoneiros continuam impactando as operações. 

"Passageiros com partidas, chegadas ou conexões domésticas programadas para hoje (26/5) nos aeroportos de Brasília e Confins podem alterar seus voos sem a cobrança de taxa de remarcação e das diferenças tarifárias da passagem para nova data, sem multas, de acordo com a disponibilidade", informou a companhia aérea. 

A Latam não informou até a publicação da reportagem o número de voos cancelados.

A Avianca também informou aos passageiros que em razão do desabastecimento de combustível faria o cancelamento de alguns voos. A lista que pode ser encontrada no site da companhia tem, pelo menos, 36 cancelamentos neste sábado.

A empresa orienta aos passageiros com voos programados para hoje e para os próximos dias que entrem no site da companhia antes de seguirem para o aeroporto para que acompanhem possíveis atualizações.

A companhia Azul também informou aos passageiros que a empresa realizará o cancelamento de alguns voos. Com isso, disponibilizará a remarcação do bilhete para voar até dia 31 de maio para os passageiros afetados pela greve. Até a manhã deste sábado, 13 voos haviam sido cancelados.