Cidades João Pessoa terá 116 câmeras de segurança nas ruas até o fim do ano

João Pessoa terá 116 câmeras de segurança nas ruas até o fim do ano

O prefeito Luciano Cartaxo entregou, na manhã desta terça-feira (24), o novo

Portal Correio

O prefeito Luciano Cartaxo entregou, na manhã desta terça-feira (24), o novo Centro Operacional de Trânsito e Transportes (Cott) da Superintendência de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob-JP). O setor é responsável pelo monitoramento ao vivo do trânsito da Capital e recebeu a estrutura para ampliação desse serviço. A previsão é de que, até o fim do ano, 116 câmeras com resolução full HD estejam instaladas em toda a cidade.

“Estamos fazendo a substituição dos equipamentos existentes por outros mais modernos e, ao final, também serão acrescido mais 48 pontos de monitoramento, fortalecendo este trabalho que é feito na cidade”, afirmou o superintendente da Semob-JP, Wallace Massini. As novas câmeras contam com imagem full HD e tecnologia OCR, que permite a identificação e leitura das placas dos veículos.

É no Centro Operacional que o trânsito da cidade é monitorado de forma permanente. As câmeras funcionam por 24 horas e são observadas por agentes de mobilidade das 6h às 24 horas. Além das infrações de trânsito, são verificados casos de acidentes ou outros eventos que possam trazer prejuízos ao fluxo.

Dessa forma, os agentes podem enviar equipes em casos de emergência ou acionar outros órgãos competentes, como as secretarias de Infraestrutura, Desenvolvimento Urbano, Guarda Municipal, Samu, Corpo de Bombeiros ou mesmo a polícia.

“O monitoramento vai além da fiscalização, ele trabalha de forma unificada para dar uma resposta rápida às ocorrências diárias e trazer mais agilidade, conforto e segurança para a população”, explicou o diretor de Operações, Sanderson Cesário.

O Cott recebe contato direto da população por meio do telefone 118. Além disso, disponibiliza o número 98760-2134, no WhatsApp, para envio de imagens e orientações rápidas sobre ocorrências. Em seu novo formato, o setor ainda vai trabalhar de forma integrada com a Central de Reclamações e Informações (Cerin), prometendo facilitar o repasse de informações e o atendimento das demandas da população.

Últimas