Novo Coronavírus

Cidades Manaus (AM) recebe 80 cilindros de oxigênio em meio à crise na saúde 

Manaus (AM) recebe 80 cilindros de oxigênio em meio à crise na saúde 

Voo da Azul saiu do aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP), na tarde deste sábado (16), e pousou na cidade por volta das 18h

  • Cidades | Do R7, com Agência Brasil e Record TV

Aeronave da Azul entrega 80 cilindros de oxigênio para ajudar desafogar sistema de saúde do AM

Aeronave da Azul entrega 80 cilindros de oxigênio para ajudar desafogar sistema de saúde do AM

Reprodução/Record TV

A cidade de Manaus, no Amazonas, recebeu 80 cilindros de oxigênio, na noite deste sábado (16), de acordo com informações do Cidade Alerta, da Record TV. O voo da companhia Azul saiu do aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP), na tarde de hoje, e pousou na cidade por volta das 18h. 

A carga ajudará a abastecer e reforçar as unidades de saúde da região amazonense, que vive um colapso por causa do aumento de casos e mortes por covid-19. O transporte foi realizado pela mesma aeronave que buscará, ainda sem uma data definida, dois milhões de doses de vacinas contra a doença sistêmica em Mumbai, na Índia. 

Aeronave da Azul com cilindros de oxigênio  chega a Manaus

Aeronave da Azul com cilindros de oxigênio chega a Manaus

Reprodução/Record TV

Desde o fim do ano passado, o Amazonas vive um avanço nos números da doença e está com quase todos leitos clínicos e de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) ocupados no estado, tanto na rede pública como na privada.

Além disso, por causa da alta demanda, a rede do estado tem sofrido, principalmente nos últimos dias, um desabastecimento em larga escala de oxigênio hospitalar, insumo essencial para manter a respiração de pacientes internados com a covid-19 e outros problemas. O governo estadual já transferiu, até o momento, cerca de 230 pacientes para outros estados.

Até o momento, de acordo com informações do Ministério da Saúde, foram recrutados 198 médicos, 562 enfermeiros, 1.212 técnicos de enfermagem, 313 fisioterapeutas e, também, 263 farmacêuticos para atuar nos serviços da rede pública de Manaus. No total, o ministério informou ter contratado 30.196 profissionais para reforçar o atendimento.

Na última quinta-feira (14), o governador do Amazonas, Wilson Lima, anunciou medidas mais drásticas para conter a disseminação da covid-19 no estado, incluindo toque de recolher para a população, além do fechamento de uma série de atividades e comércio não essenciais.

Últimas