Cidades Oito são presos em operação contra crimes que seriam chefiados por detento na Paraíba

Oito são presos em operação contra crimes que seriam chefiados por detento na Paraíba

Oito pessoas foram presas durante a Operação Latrol da Polícia Civil, em João Pessoa e Pilar, no interior da Paraíba. O balanço foi divulgado pelo delegado Allan Terruel, da Delegacia de Combate à Corrupção, nesta quinta-feira (13). Ainda foram apreendidos documentos, uma arma de fogo, dinheiro, drogas e extratos bancários na casa de um dos […]

Portal Correio
Portal Correio

Portal Correio

Portal Correio
Central de Polícia Civil de João Pessoa (Foto: Divulgação)

Oito pessoas foram presas durante a Operação Latrol da Polícia Civil, em João Pessoa e Pilar, no interior da Paraíba. O balanço foi divulgado pelo delegado Allan Terruel, da Delegacia de Combate à Corrupção, nesta quinta-feira (13). Ainda foram apreendidos documentos, uma arma de fogo, dinheiro, drogas e extratos bancários na casa de um dos presos.

A operação aconteceu em João Pessoa – na comunidade Torre de Babel – e na cidade de Pilar, onde uma propriedade rural teria comprada com o dinheiro do tráfico.

“Os trabalhos continuam, mas já recolhemos vários documentos, inclusive em um dos presídios da Capital, onde o chefe de uma organização criminosa está cumprindo pena. Tudo isso vai ser analisado para confirmar ou não as denúncias que chegaram à Polícia e ao Ministério Público”, disse o delegado.

A “Operação Latrol” foi coordenada pela Policia Civil da Paraíba com apoio da Polícia Militar, da Secretaria de Administração Penitenciária e do Gaeco/MPPB.

Além da equipe da Polícia Civil, a Operação contou com a participação do sub-comandante do Grupo de Operações Especiais da Polícia Militar e do Promotor de Justiça do Ministério Público da Paraíba.

O objeto foi dar cumprimento a 44 mandados judiciais expedidos pela Vara de Entorpecentes da Comarca da Capital, visando identificar os integrantes de Organização Criminosa cuja atuação abrange os crimes de Tráfico de Drogas, Assaltos e Lavagem de Dinheiro.

As forças de segurança, coordenadas pela Delegacia de Combate à Corrupção (DECCOR) e pela Coordenação de Inteligência da SESDS, ficaram responsáveis pelo cumprimento de 16 mandados de Prisão Temporária e 28 de Busca e Apreensão, concentradas na capital paraibana e no município de Pilar-PB.

O nome da operação é menção ao líder da Organização Criminosa conhecido por “Latrol” – referência a latrocínio: crimes caracterizados por assaltos seguidos de assassinatos.

Os presos foram encaminhados à Central de Polícia da Capital, onde ficarão custodiados à disposição da Justiça, e serão ouvidos na DECCOR no decorrer das investigações.

Últimas