Cidades Paraíba tem 2ª maior queda do comércio varejista em junho no país

Paraíba tem 2ª maior queda do comércio varejista em junho no país

O volume de vendas no comércio varejista paraibano caiu 2,4% no mês

Portal Correio

O volume de vendas no comércio varejista paraibano caiu 2,4% no mês de junho, em comparação a maio, de acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada nessa quarta-feira (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Essa foi uma das poucas e maiores reduções registradas no país. A Paraíba ficou atrás apenas do Rio Grande do Sul, onde o índice de retração chegou a 9%. A média nacional foi de 8% de crescimento. 

De acordo com o IGBE, a queda de vendas no comércio varejista paraibano pode ter relação com medidas de isolamento social adotadas para contenção da pandemia de Covid-19. No entanto, o instituto destaca que, em maio, a Paraíba obteve seu melhor desempenho na série histórica, 16,4% de crescimento, ficando acima, inclusive, da média nacional, de 13,9% naquele mês.

“Desde o começo da pandemia, a gente bate muitos recordes, tanto negativos quanto positivos, então os números estão muito voláteis”, explica o gerente nacional da pesquisa, Cristiano Santos.

Arrecadação de receitas

No comparativo com maio, a receita nominal arrecadada com as vendas na Paraíba m junho de 2020 também teve uma das poucas reduções do país, de 1,6%, acompanhada por retrações no Rio Grande do Sul, de 6,5%, e no Mato Grosso, de 0,2%. Nacionalmente, houve crescimento de 8,5% nesse período.

Já em relação a junho de 2019, a queda no volume de vendas em junho de 2020 foi ainda maior, de 8,2%, resultado negativo mais intenso do que o verificado na média nacional, com variação positiva de 0,5%. Nessa confrontação com o mesmo mês do ano anterior, a receita nominal do setor paraibano também teve queda, de 4,9%, enquanto a brasileira teve alta de 2,7%.

Apesar disso, no acumulado de 12 meses, a Paraíba teve uma variação positiva no volume de vendas, de 1,4%, enquanto a média brasileira foi de 0,1%. A receita nominal, por sua vez, variou 4% nesse período, no setor paraibano, e 2,8%, no nacional.

Varejo ampliado

O volume de vendas no varejo ampliado paraibano – que inclui veículos, motos, partes e peças; e material de construção – teve redução de 0,3% em junho, na comparação com maio, segundo a PMC. Embora seja pequena, essa também foi uma das poucas reduções registradas pela pesquisa, além das verificadas no Rio Grande do Sul (-6,5%) e Mato Grosso (-2,2%). A receita nominal no estado permaneceu estável (0,0%).

No acumulado de 12 meses, a Paraíba e a média brasileira registraram a mesma variação em junho, de 1,1%, no volume de vendas, ao passo que a receita nominal teve redução de 1,4% no estado e de 1,3% no Brasil.  

Últimas