Cidades Paraíba tem 39,3 mil jovens empreendedores e Eduardo defende lições de empreendedorismo na escola

Paraíba tem 39,3 mil jovens empreendedores e Eduardo defende lições de empreendedorismo na escola

Dados do Sebrae Paraíba apontam que 39.302 pessoas com idade entre 16 e 30 anos atuam como empreendedores e estão cadastrados  como Microempreendedor Individual (MEI). A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revela que 81,3% dos empreendedores por conta própria estão na informalidade. No Dia Internacional do Jovem […]

Portal Correio
Portal Correio

Portal Correio

Portal Correio
Deputado estadual Eduardo Carneiro (Foto: Divulgação)

Dados do Sebrae Paraíba apontam que 39.302 pessoas com idade entre 16 e 30 anos atuam como empreendedores e estão cadastrados  como Microempreendedor Individual (MEI). A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revela que 81,3% dos empreendedores por conta própria estão na informalidade.
 
No Dia Internacional do Jovem Trabalhador, celebrado neste sábado (24), o deputado estadual e presidente da Frente Parlamentar de Empreendedorismo e Desenvolvimento Econômico da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Eduardo Carneiro (PROS), destacou a importância do empreendedorismo entre jovens e defende que este tema deveria ser abordado em sala de aula.
 
“É muito importante incentivar que os jovens abram seus próprios negócios. O empreendedorismo é de extrema importância para desenvolvimento desse público e é mecanismo de geração de emprego e renda e instrumento para que a população se torne cada vez menos dependente do poder público”, apontou o deputado, lembrando a importância da lei estadual 11.535/2019 que Institui o Programa de Educação para Inovação e Empreendedorismo na Rede Estadual de Ensino (Ouse Criar) ser colocada em prática.
 
Consciente da condição financeira da família, a jovem empreendedora Cecília Medeiros percebeu, aos 14 anos, que para conseguir realizar sonhos e adquirir sua liberdade financeira precisava buscar algo que assegurasse uma renda. Foi quando decidiu vender doces e bolo de pote. “Sempre gostei de fazer doces e meus amigos já tinham tido a oportunidade de experimentar e sempre diziam que eram muito gostosos. Decidi transformar o hobby em profissão e começar a empreender no ramo da confeitaria. Foi a melhor coisa que fiz”, assegura a jovem que hoje tem 21 anos.
 
Segundo dados do Portal do Empreendedor nos primeiros meses de 2020 o número de microempreendedores individuais (MEIs) cresceu 14,8%, quando comparado com o mesmo período do ano anterior (2019), chegando a 10,9 milhões de registros. Os dados apontam ainda que o setor do empreendedorismo representa 99% dos negócios privados e 30% do PIB (Produto Interno Bruto) do país, pois são mais de 7,5 milhões de micro e pequenas empresas em todo país.
 
Apesar de os números serem significativos, Cecília Medeiros, proprietária da Pink Candy Confeitaria relatou que a trajetória para quem escolhe empreender não é fácil. “Sempre haverá obstáculos e dificuldades, mas hoje em dia olhar para a minha loja e pensar “Deu tudo certo” é a maior recompensa que eu poderia ter”, descreveu com alegria a jovem que atualmente tem um espaço da sua confeitaria que fica situada no bairro de Manaíra, em João Pessoa.
 
Cecília afirmou ainda que empreender desde jovem faz com que se cresça e amadureça antes do tempo, o que possui os lados positivos e negativos, conforme tudo na vida e, apesar dos desafios, ela recomendou jovens a fazer o mesmo: trabalhar e empreender. “Empreender nos traz responsabilidade, nos traz esperança de crescimento e de melhoria de vida, nos abre oportunidades incríveis e traz a tão sonhada liberdade financeira, que acredito que seja uma vontade da maioria dos jovens. E se o que a gente faz é feito realmente com amor, o resultado sempre vai ser de muito sucesso”, afirmou convicta de ter escolhido o caminho certo.
 
“Histórias como a de Cecília precisam ser exemplo para outros jovens que desejam trabalhar, querem empreender e não sabem por onde começar. Ela transformou um hobby em trabalho e esse é o caminho. Enquanto presidente da Frente Parlamentar de Empreendedorismo busco constantemente realizar ações que possibilitem a capacitação das pessoas que querem empreender como cursos e consultorias e apresentar projetos de lei que possam contribuir com o empreendedorismo”, frisou Eduardo que é autor da Lei nº 11.436/2019 que instituiu na Paraíba a Semana Estadual do Empreendedorismo, que reúne especialistas e debate temas importantes.

Últimas