Coronavírus

Cidades Paraná proíbe eventos com mais de 10 pessoas e circulação de 23h às 5h

Paraná proíbe eventos com mais de 10 pessoas e circulação de 23h às 5h

Também está proibido comercializar e consumir bebidas alcoólicas em vias e espaços públicos durante a madrugada. Restrições valem por 15 dias

  • Cidades | Do R7

Paraná ultrapassa 286 mil casos confirmados do novo coronavírus

Paraná ultrapassa 286 mil casos confirmados do novo coronavírus

EDUARDO MATYSIAK / FUTURA PRESS / ESTADÃO CONTEÚDO - 03.12.2020

Confraternizações e eventos presenciais que causem aglomerações com grupos de mais de dez pessoas estão proibidos no Paraná, de acordo com o decreto 6294/2020, editado nesta quinta-feira (3), com o objetivo de combater a pandemia do novo coronavírus

Leia também: Quantas doses de vacina o Brasil precisa para toda a população?

As restrições valem por 15 dias e podem ser prorrogadas. 

Nesta quinta-feira, o Paraná chegou a 291.244 casos e 6.259 mortes por covid-19 desde o início da pandemia. A taxa de ocupação dos leitos de UTI para pacientes suspeitos ou com diagnóstico confirmado está em 88% e a de enfermaria, em 68%.

As medidas foram elaboradas em conjunto pelas 29 cidades que formam a Assomec (Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba). Cada prefeitura redigirá um decreto próprio, de acordo com suas particularidades, mas a tendência, segundo o governo do estado, é que acompanhem o que for definido na capital.

Bebidas

A contagem dos presentes nos eventos exclui crianças de até 14 anos. Estão proibidas também a comercialização e o consumo de bebidas alcoólicas em vias e espaços públicos das 23h às 5h.

Veja também: Coronavírus: os melhores e os piores países para se estar na pandemia

Também está proibida a circulação de pessoas neste horário - a medida já vale desde quarta-feira (2). “É claro que o vírus não tem horário, mas cerca de 15% dos nossos leitos de UTI são usados em decorrência de traumas. Em muitos casos por pessoas que bebem, pegam o carro e acabam se acidentando. Isso libera leitos para combater o coronavírus, para dar assistência a quem está contaminado”, ressaltou Ratinho Junior.

Apenas serviços considerados essenciais, regidos pelo decreto estadual 4.317/20, como saúde, segurança pública, limpeza pública, produção, distribuição e comercialização de alimentos, estão liberados da restrição de circulação. 

A proibição também não vale para eventos sem contato físico, como é o caso das sessões de cinema e shows drive in. 

Cultos

O decreto recupera duas resoluções da Secretaria de Estado da Saúde. Uma delas é  a 734/2020, que autoriza a celebração de cultos religiosos em espaços públicos com ocupação máxima de 30% e afastamento mínimo de 2 metros entre os presentes. O texto recomenda realizar atos religiosos em casa, individuais ou em família.

A outra é a resolução 632/2020, que prevê trabalho a distância em atividades compatíveis no âmbito da administração estadual. As exceções são as secretarias da Saúde, Segurança Pública e Fazenda. 

Últimas